Coronavírus: empresas de granito ignoram o perigo e continuam a todo vapor

Empresas de granito parecem ignorar o momento que vive o país em relação ao coronavírus.

Enquanto escolas estão fechadas e a grande maioria das pessoas em isolamento social, empresas grandes ainda não falaram em parar ou diminuir suas atividades.

Em Barra de São Francisco e Nova Venécia,  interior do Espírito Santo, onde a economia gira em torno do granito, a população está ainda mais exposta ao perigo.

Além de representantes que viajam pelo mundo, outros funcionários também se sentem em risco, mas têm que manter suas atividade.

Todos os dias chegam carretas e mais carretas na empresa. Não sabemos onde estiveram antes, mas sabemos que vão para outras cidades e têm contato com diversas pessoas. O risco sempre tem, mas temos que trabalhar“, disse um funcionário de uma grande empresa, que pediu para que seu nome não fosse divulgado.

Outro funcionário, também de uma grande empresa, disse que está preocupado.

Meu patrão está toda semana nos EUA, viaja pra China, roda pra todo lado e depois vem aqui na empresa e tem contato com muita gente. Eu não tenho contato direto com ele, mas tenho com as pessoas que tiveram contato com ele. É um risco“, disse.

Ou não estão levando a sério o coronavírus ou o desejo de faturar ainda mais continua falando mais alto, independente dos riscos.

Leia mais

Vila Velha, ES, tem três casas de repouso para idosos em situação de surto de coronavírus

De acordo com o relatório da Vigilância Epidemiológica...

Tio acusado de estuprar menina de 10 anos no ES é preso em Minas

O tio acusado de estuprar por anos e engravidar a menina de 10 anos em São Mateus foi preso nesta madrugada, entre 3h e...

EUA anunciam ajuda de US$ 3 milhões para combater o coronavírus no Brasil

O CDC trabalhará em colaboração com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Ministério da Saúde. ...

O TEMPO E A TEMPERATURA: Sul do país tem tempo aberto, nesta quarta-feira (5)

Previsão de tempo aberto na região Sul do país, nesta quarta-feira (5), no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. Graças...

Leia também