Cooperados da Coopeavi concluem curso de vaqueiro

Após
o adiamento devido à pandemia, chegou ao fim o primeiro Curso de Vaqueiro,
ofertado pela Coopeavi, em parceria com o Senar (Serviço Nacional de
Aprendizagem Rural) e o Sindicato Patronal Rural de Nova Venécia e Vila Pavão.

O
curso foi realizado entre os dias 26 e 28 de maio, na propriedade Recria de
Bovinos da Coopeavi. Ao todo, dez pessoas participaram da capacitação, entre
produtores rurais e funcionários de cooperados.

Durante
o curso, os participantes aprenderam, aliando a teoria à prática, sobre manejos
sanitário, reprodutivo e alimentar dos bovinos de leite. Entre os tópicos
abordados pelo instrutor – médico veterinário do Senar, Rodrigo Otávio de Melo
Nogueira, estiveram os cuidados com a vaca gestantes; como secar uma vaca;
cuidados durante o parto; possíveis distocias durante o parto; cuidados com
bezerros; principais doenças; aplicação de medicamentos, entre outros assuntos
essenciais para o dia a dia na propriedade de leite.

“É
qualificação para o homem do campo. Nossa função é mostrar na técnica para que
a cada dia os produtores possam melhorar mais, buscando o êxito. Aqui pudemos
aprender fazendo. Os participantes aproveitaram bastante e tenho certeza de que
vão aproveitar muita coisa vista aqui, levando para dentro da propriedade”,
disse o instrutor do curso.

Curso
é o primeiro do projeto “Escola Leite Certo”

O
curso de vaqueiro foi o primeiro do projeto “Escola Leite Certo”, que prevê uma
programação anual de cursos, dias de campo e eventos voltados a capacitar
associados do setor de Lácteos, suas famílias e equipes.

Quem
aproveitou bastante, e aprovou a iniciativa, foi o cooperado Carlos Alberto
Fernandes, do município de São Mateus. “Aprendi sobre as teorias, formas de
aplicação de produtos e medicamentos. Muita coisa evoluiu e é importante a
gente acompanhar as mudanças. Hoje as formas de tratamento de determinada
doença o animal é totalmente diferente de como era há anos atrás”, afirmou.

Filho
de produtor rural e cooperado, Felipe Rezende disse que aprendizado nunca é
demais e que pretende propagar o conhecimento. “Aprendi técnicas novas vendo a
teoria e colocando em prática. Às vezes a gente pensa que já sabe muita coisa,
mas aprendizado é sempre bom. Vi muita coisa nova e vou levar para outros
produtores e amigos esse conhecimento”, concluiu Rezende.

O
diretor de Lácteos da Coopeavi, Erik Juliano Zottele Pagung, acompanhou o curso
e falou da importância de levar conhecimento ao produtor. “Uma iniciativa da
cooperativa de levar apoio aos cooperados, com o início da Escola Leite Certo,
começando com esse curso de vaqueiro. Estamos levando conhecimento para nossos
produtores e filhos, qualificando o nosso quadro social. Vamos ter outros
cursos, como inseminação artificial, boas práticas durante a ordenha, qualidade
do leite, enfim, demos início a um projeto e tenho certeza de que será muito
valioso para nossos produtores”, finalizou Pagung.

-->