Contemplada pelo Bolsa Atleta, Juliétty Tesch disputa Campeonato Sul-Americano no Rio de Janeiro

Contemplada pelo programa Bolsa Atleta, a velejadora Juliétty Tesch disputa, a partir desta segunda-feira (30), o Campeonato Sul-Americano da Classe Laser 4.7, que acontecerá no Rio de Janeiro. A competição, que estava marcada para o mês de julho do ano passado, foi adiada três vezes por conta da pandemia e será na mesma raia onde aconteceram as disputas da modalidade na Olimpíada de 2016.

Heptacampeã brasileira e uma das homenageadas na Calçada da Fama da Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport), Juliétty Tesch retornou ao ritmo normal das competições no último mês de junho, após ter contraído o novo Coronavírus (Covid-19). Agora, busca subir novamente no pódio com a bandeira do Espírito Santo. “Essa é uma raia desafiadora, que conheço bem. Meu objetivo é ficar pelo menos entre as três primeiras colocações”, disse.

No resultado final do Bolsa Atleta, divulgado no último dia 09 deste mês, Juliétty Tesch mais uma vez foi contemplada na categoria Nacional, que recebe um valor mensal de R$ 1.500 para custear todas as despesas inerentes à vida de um esportista de alto rendimento. “O Bolsa Atleta, para mim, é de extrema importância. Como todos sabem, entrei no esporte por meio de um projeto social. Minha família nunca teve condições financeiras para me manter no esporte. Mas com o benefício pago pelo Governo do Estado, consigo me planejar durante todo o ano para sempre tentar me manter entre as três melhores velejadoras do Brasil”, destacou.  

Bolsa Atleta

O Bolsa Atleta é um programa que destina recursos a esportistas de alto rendimento, com o objetivo de cobrir gastos com alimentação, assistência médica, odontológica, psicológica, nutricional e fisioterápica, medicamentos, suplementos alimentares, transporte urbano ou para participar de treinamentos e competições, além da aquisição de material esportivo, vestimenta, pagamentos de técnicos e mensalidades da academia credenciada pelo Conselho Regional de Educação Física (CREF).

Para o edital deste ano, em que foram contemplados 141 esportistas, em um investimento de cerca de R$ 2,2 milhões da Sesport, contaram os resultados de competições realizadas no ano de 2019. Os valores pagos mensalmente, de acordo com cada categoria, serão os seguintes: Estudantil (R$ 500), Nacional (R$ 1.500), Internacional (R$ 2.000) e Olímpica (R$ 4.000).