CONFIRMADO! APROVADO aumento da validade da CNH para 10 anos

Compartilhe

O Plenário do Senado aprovou o projeto que amplia para 10 anos a validade da carteira de motorista (PL 3.267/2019). A decisão foi tomada por meio de sessão remota. O texto é de iniciativa do Poder Executivo.

A proposta foi aprovada na Câmara dos Deputados no final de junho. Como foi modificado no Senado, o projeto retornará para nova votação na Câmara.

O projeto conta com uma série de alterações no Código de Trânsito Brasileiro (CTB – Lei 9.503, de 1997). Entre elas, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) passará a ter validade de dez anos para condutores com até 50 anos de idade.

Hoje, a regra geral é de cinco anos de validade. A proposta também estabelece cinco anos para condutores com idade entre 50 e 70 anos de idade; e três anos para condutores com 70 anos ou mais.

Relatado pelo senador Ciro Nogueira (PP-PI), o texto determina ainda que os exames de aptidão física e mental sejam realizados por médicos e psicólogos peritos examinadores. O projeto também altera regras para o uso da cadeirinhas ou do assento de elevação, acrescentando referências de peso e altura ao limite de 10 anos de idade.

Atualmente, as regras para cadeirinha estão na legislação infralegal. O texto também estabelece regras mais brandas para a retenção da carteira e para exames toxicológicos.

Modernização e Educação

O relator, senador Ciro Nogueira (PP-PI), disse que o projeto é uma modernização da legislação de trânsito. Para o senador, quanto mais redução na carga burocrática “que sobrecarrega os ombros dos cidadãos comuns, mais reduziremos o custo Brasil, com reflexos positivos no crescimento e no emprego.

“Após quase 23 anos da aprovação do CTB, são necessárias adequações a esse diploma, em função das rápidas mudanças que acontecem no trânsito”, disse o relator.

O senador Eduardo Braga (MDB-AM) afirmou que o projeto tem o mérito de flexibilizar a pontuação para a suspensão da carteira, partindo de 20 pontos, para quem tiver mais infrações graves, chegando até 40 pontos, para quem tiver infrações leves.

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), afirmou que a matéria foi enviada ao Congresso Nacional em junho de 2019. Segundo o senador, foi um ano de debate na Câmara dos Deputados, com seis audiências públicas, com a participação da sociedade brasileira. Ele destacou que o projeto é importante, por exemplo, para motociclistas profissionais, que terão mais garantia de não ter seu veículo apreendido.

Leia também

IV Festa da Cappitella com programação variada

  Aula Show com os chefs Danilo Amaral e Juarez Campos, Banda Toni e Boni, de Venda Nova do...

Vila Nova é Campeão da Taça Cidade de Futsal 2022

O Ginásio Poliesportivo Raimundo Maria, em Mantena, mais uma vez foi palco de uma grande final na Taça...

Professor de 39 anos morre ao bater moto em carro na ES-245

  O professor Guilherme dos Santos, de 39 anos, morreu em um acidente na tarde desta segunda-feira (1), na...

Beyoncé mudará letra de música de ‘Renaissance’ por reclamações de capacitismo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cantora Beyoncé decidiu mudar a letra de uma das músicas do seu...

Duas cidades atingidas por desastres receberão mais de R$ 1 milhão para ações de defesa civil

Duas cidades do País atingidas por desastres naturais vão receber mais de R$ 1 milhão para ações de...

Mãe e filho de 1 ano morrem após carro capotar e cair em represa no Espírito Santo

    Carro caiu em lagoa no Noroeste do ES. Mãe e filho de um ano morreram. Uma mulher e o...

INDICADORES: Preço do boi gordo tem alta nesta terça-feira (2)

A cotação da arroba do boi gordo começou a terça-feira (2) com alta de 0,29% e o produto...

10 mil vagas em cursos profissionalizantes on-line para mulheres: saiba como se inscrever

  O governo do Espírito Santo abriu inscrições para 10 mil vagas em cursos on-line e gratuitos para exclusivos...