Concessão da BR-381 e da BR-262 entre MG e Espírito Santo prevê instalação de 11 praças de pedágio; veja locais

O edital de concessão da BR-381 e da BR-262, entre Minas Gerais e Espírito Santo, publicado nesta quarta-feira (1º), prevê a instalação de 11 praças de pedágio, oito delas em território mineiro e três em estradas capixabas. A reportagem é de Rafaela Mansur, no G1 Minas.

De acordo com a Agência Nacional Transportes Terrestres (ANTT), o valor da tarifa de pedágio deverá observar o patamar máximo de R$ 0,12477/km, para trechos homogêneos de pista simples, e de R$ 0,17468/km para trechos homogêneos de pista dupla, na data-base de abril de 2019.

Veja onde está prevista a instalação das praças de pedágio:

  • BR-381 – Caeté (MG)
  • BR-381 – João Monlevade (MG)
  • BR-381 – Jaguaraçu (MG)
  • BR-381 – Belo Oriente (MG)
  • BR-381 – Governador Valadares (MG)
  • BR-262 – São Domingos do Prata (MG)
  • BR-262 – Matipó (MG)
  • BR-262 – Reduto (MG)
  • BR-262 – Itatiba (ES)
  • BR-262 – Venda dos Imigrantes (ES)
  • BR-262 – Viana (ES)

Usuários frequentes, que realizam deslocamentos constantes entre municípios próximos, terão desconto na tarifa. Motoristas que optarem por pagamento automático terão desconto de 5%.

O contrato – com duração de 30 anos prorrogáveis por mais cinco – prevê a concessão de 686,10 km (que passarão a ser 670,64 km a partir das intervenções previstas), manutenção, operação, conservação e implantação de melhorias na via.

A concessão inclui o trecho da BR-381, iniciado em Belo Horizonte no entroncamento com a BR-262 (para Sabará) até o entroncamento com a BR-116 (Governador Valadares); o trecho da BR-262 a partir do entroncamento com a BR-381 (João Monlevade) até a divisa com o Espírito Santo; e o trecho da BR-262 a partir da divisa dos estados até o entroncamento com a BR-101 (Viana).

Entre as principais obras previstas estão 402 km de duplicação, 228 km de faixas adicionais, 131 km de vias marginais e 40 passarelas. A previsão é que a concessão gere mais de 109 mil empregos diretos e indiretos.

O leilão está marcado para o dia 25 de novembro. São estimados investimentos em torno de R$ 7,37 bilhões e custos de operação de R$ 6,03 bilhões.

BR-381, no sentido Espírito Santo — Foto: Reprodução/TV Globo
BR-381, no sentido Espírito Santo — Foto: Reprodução/TV Globo