Comprovante de vacinação contra Covid-19 será cobrado em bares e restaurantes do Espírito Santo

Compartilhe

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), anunciou, nesta quinta-feira (27), que o comprovante da vacinação contra a Covid-19, o chamado “passaporte da vacina”, será cobrado em bares e restaurantes do estado.

A exigência também vale para qualquer outro estabelecimento em que o cliente precisa retirar a máscara para se alimentar ou hidratar, como padarias e supermercados que possuem setor de lanchonete, por exemplo.

De acordo com o governo, as mudanças começam a valer na próxima segunda (31).

“Temos, naturalmente compreensões. Temos bares abertos perto de praias e nestes locais a fiscalização vai ser mais orientativa, com ações como ensinar a baixar o aplicativo ‘Vacina e Confia’ e orientar sobre a importância. Mas onde tem controle de entrada a fiscalização exigirá o cumprimento da norma”, disse Casagrande.

A medida vale para toda as 78 cidades capixabas, não importando a classificação delas no mapa de risco. Um novo mapa será divulgado nesta sexta (28).

Não haverá restrição nos horários de funcionamento dos estabelecimentos.

Segundo o governador, a decisão foi tomada após reunião com entidades empresariais dos setores e motivada pelo aumento dos casos da doença no estado e a forte presença da variante ômicron.

O passaporte já era cobrado desde 2021 em cinemas, teatros, boates, shows, cerimoniais e bares e restaurantes que têm pista de dança ou atrações musicais.

“O que estamos decidindo hoje é para este momento. Pode ser que para semana que vem outras medidas sejam tomadas. Não podemos ficar inflexíveis às mudanças nas medidas qualificadas”, explicou o governador.

Aulas

Sobre as aulas da rede estadual, o governador disse que, mesmo com o crescimento nos casos de Covid-19, o retorno está mantido para o dia 3 de fevereiro.

A data vale para as 450 escolas da rede estadual de ensino, nos turnos matutino, vespertino, noturno e integral, nas modalidades de ensino regular, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e educação profissional.

As férias escolares nas escolas administradas pelo governo estadual acontecem de 18 a 23 de julho e o encerramento das atividades letivas será no dia 14 de dezembro, para todas as modalidades.

Decisão foi tomada após reunião com entidades empresariais dos setores — Foto: Giovani Pagotto/Governo do ES

Leia também

Justiça decide que banco deve ressarcir cliente por PIX não autorizado

    PIX — Foto: ADRIANO ISHIBASHI/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO A Justiça do Espírito Santo decidiu que um banco deve ressarcir um cliente...

Arraiá de São Pedro terá exibição da quadrilha e Rainha Caipira do Projeto Avivar

A eleição da Rainha Caipira e a quadrilha da Melhor Idade serão os pontos altos da primeira festa...

Depen tem meta de gerar 100 mil vagas prisionais até 2023

Uma das metas do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), órgão do Ministério da Justiça e Segurança Pública, é gerar...

Créditos rurais devem movimentar R$ 15 bi em operações do Plano Safra 2021/2022

O governo federal autorizou a volta de financiamentos do Plano Safra 2021/2022 e o Ministério da Agricultura estima...

Mulher usa fralda da filha bebê para esconder drogas e acaba presa

  Uma mulher foi presa em flagrante ao esconder drogas na fralda da filha, com dias de nascida.  A...

País deixa de crescer R$ 1,5 tri por ano devido ao Custo Brasil

O Custo Brasil refere-se a um conjunto de dificuldades estruturais, burocráticas, trabalhistas, econômicas e interferência estatal, que atrapalham...