Comitês de Bacias Hidrográficas vão receber R$ 400 mil para ampliar suas capacidades operacionais

Compartilhe

Nessa quinta-feira (27), o Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CERH) aprovou o Relatório Anual de Certificação de Alcance das Metas do Programa Nacional de Fortalecimento dos Comitês de Bacias Hidrográficas (Procomitês), que viabiliza e orienta o repasse de R$ 400 mil para os 14 Comitês de Bacias do Espírito Santo. A aprovação aconteceu durante a 2ª reunião ordinária realizada por videoconferência. O valor do repasse está relacionado ao cumprimento, no ano de 2019, de 80% das metas estaduais estabelecidas, um avanço inédito na operação dos comitês.

Para a secretária executiva do CERH, Cíntia Laures, este ineditismo se deve ao comprometimento e empenho dessas organizações para aumentar o valor de investimento da Agência Nacional de Águas (ANA) nos comitês do Estado.

“Pela primeira vez chegamos a 80% do alcance das metas apontadas nos Termos pactuados em Contrato com a ANA, a Agerh, os comitês de bacia e o CERH, em 2016. Com este recurso, os comitês que aderiram ao Termos de Manifestação de Interesse e Adesão ao Procomitês serão beneficiados e poderão direcionar os valores para melhorar sua capacidade operacional”, aponta Cíntia Laures.

Conforme destaca a coordenadora de projetos e programas da Agerh, Silvia Batista Soares, os Comitês de Bacias Hidrográficas (CBHs) do Espírito Santo fortaleceram a gestão da água em 2019. “O funcionamento dos CBHs aqui no Estado foi bem classificado pela ANA, observando principalmente o avanço nos instrumentos de gestão, com a entrega de cinco Planos de Bacia e Enquadramentos no ano”, explica Soares.

Com o incremento financeiro, os Comitês podem dar continuidade ao cumprimento das metas estabelecidas para 2020 nas componentes de funcionamento, capacitação, comunicação e instrumentos de gestão. Além de investimentos diretos em locação ou manutenção de veículos, combustível, serviços telefônicos, participação em eventos, compra de equipamentos de informática, entre outros.

O Recurso disponibilizado pela ANA será dividido igualmente entre os CBHs e administrado pela Agerh, com o monitoramento da execução pelo CERH. De acordo com a diretora administrativa da Agerh, Solange Malta, a renovação do repasse federal, em valor maior, permitirá que o Espírito Santo continue aplicando os recursos de forma descentralizada. “A parceria com a ANA e o investimento federal são um incentivo para a continuidade do trabalho e o fortalecimento dos Comitês de Bacias capixabas”, analisa Solange.

 

Leia também

Agenda ASG pauta organizações e incentiva reflexões sociais e ambientais

A Agenda Ambiental, Social e de Governança, chamada de ASG, surge do desafio de integrar esses três fatores...

Casagrande anuncia redução do ICMS de combustíveis, energia elétrica e comunicação

  O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, anunciou, nesta terça-feira (28), a redução da alíquota do Imposto sobre...

A cada aborto legal, 11 meninas são internadas por interrupções provocadas ou espontâneas

CRISTIANO MARTINS E ISABELA PALHARES SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cada aborto legal feito em meninas de...

Mãe que estuda gastronomia e cuida de seis filhos com renda de R$ 400 consegue emprego

  Apesar das dificuldades, a capixaba Vanessa dos Santos, de 41 anos, entrou em uma faculdade de gastronomia para...

Menina de 10 anos que engravidou após estupro há 2 anos precisou mudar identidade e endereço

    Hospital Roberto Silvares, em São Mateus — Foto: Frideberto Viega/TV Gazeta A gravidez após estupro voltou a ser assunto...

Artesão expõe peças autorias em madeira de lei em Nova Venécia

  O artesão Alessandro Pains está com exposição de sua autoria, no saguão da Prefeitura, evento que acontece até...