Comitê discutirá medidas para minimizar efeitos da Covid-19 na economia do Centro-Oeste

As atividades afetadas pela emergência de saúde pública causada pela Covid-19 podem receber um incentivo por meio do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), em 2021. A medida será tratada durante reunião do Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Condel/Sudeco) em setembro. 

Entre as medidas que devem ser discutidas no próximo mês está o financiamento de instalação, ampliação e modernização de projetos dos setores do comércio e de serviços que tenham tido suas atividades “comprovadamente afetadas pelo distanciamento social imposto pela pandemia. Esses temas serão abordados como prioridade. 

Conta de luz e aluguel impactam em cerca de 50% nas contas das famílias com renda de até R$ 1.534, aponta Ipea

TCU identifica 90 mil beneficiários irregulares do auxílio emergencial de preservação do emprego

Para ter acesso aos recursos, as empresas deverão estar instaladas em municípios com situação de emergência ou estado de calamidade pública reconhecidos pelo governo federal.
O incentivo a atividades agropecuárias que contribuam para a redução da emissão de gases do efeito estufa também está incluído na pauta do Condel. Neste caso, deve haver decisão sobre recursos da linha de financiamento FCO Verde; e a destinação de recursos para projetos de mobilidade urbana.

Em relação ao Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO), o Condel também deve deliberar sobre o financiamento de projetos para implementação da internet das coisas, indústria 4.0, cidades inteligentes, segurança cibernética e tecnologias assistivas. 

 

Foto: Divulgação

Leia mais

Leia também