Começou a corrida pela presidência da câmara de Barra de São Francisco em 2021

Os vereadores eleitos ainda não assumiram o cargo, mas a corrida pela presidência da câmara municipal de Barra de São Francisco a partir de 2021 já começou.

Mesmo sem poder afirmar quem realmente disputará a vaga, alguns nomes já surgem como possíveis candidatos.

Outra afirmação possível de se fazer antecipadamente é que, independente de quem seja o presidente da casa, será com apoio e aval do prefeito eleito, Enivaldo dos Anjos (PSD), que elegeu 10 dos 13 vereadores.

É grande também a possibilidade do presidente ser do PSD, partido que elegeu o maior número de vereadores esse ano em Barra de São Francisco. Foram 5 dos 13 eleitos.

Veja aqui quem foram os 13 vereadores eleitos

Veja quantos votos cada vereador teve (por seção)

É o caso, por exemplo, do vereador Lemão Vitorino, do PSD. Reeleito para seu segundo mandato com 1.112 votos, ele é também um dos mais antigos aliados de Enivaldo. Muito próximo ao futuro prefeito, ele tem também prestígio com a maioria dos vereadores eleitos e é um dos favoritos para a vaga.

Liderança consolidada em Vila Paulista e região, Lemão evita falar sobre a eleição para presidência da câmara, mas afirma que está à disposição do partido.

Também do PSD, o vereador Teco Ferreira vai para seu segundo mandato. Eleito com 910 votos, Teco é muito próximo à Enivaldo e pode ser o escolhido para comandar a Casa de Leis francisquense no próximo ano.

Teco se destacou no mandato anterior por seu um vereador que economizou o dinheiro público. Veja aqui

.

Vereador mais votado do município com 1.323 votos, Reinado Neri (Borrinha) – também do PSD – é outro que pode entrar na disputa. Além da votação expressiva, Borrinha tem bom relacionamento com os vereadores eleitos e, apesar de ter chegado agora ao partido, tem um histórico familiar ligado ao grupo, pois seu pai, Jaime Neri, foi vice de Enivaldo em seu primeiro mandato como prefeito de Barra de São Francisco, ainda nos anos 80. Veja mais aqui

Fora do PSD, outros dois nomes figuram a lista dos possíveis candidatos à presidência da câmara.

Cabo Jociclé, do MDB, apesar de ser o único eleito no partido, com 785 votos, também fez parte do grupo que apoiou Enivaldo. Vai para seu segundo mandato e já foi presidente da câmara de 2017 a 2018.

Nos bastidores, o que se comenta é que o MDB já trabalha para elegê-lo novamente presidente, inclusive com voto(s) de vereadores eleitos na oposição.

Mas o partido nega as articulações, afirma que Jonciclé irá apoiar o candidato escolhido por Enivaldo e que ninguém do MDB procurou qualquer vereador eleito para pedir voto, principalmente de oposição.

Outro que também não é do PSD e pode ser o próximo presidente é o vereador Lula Coser, eleito com com 522 votos pelo Republicanos.

Lula já foi vereador, ficou como suplente na última eleição e agora volta à câmara.

Apesar do próprio Lula não se colocar como candidato a presidente, nos bastidores, o próprio partido já articula junto aos vereadores eleitos para garantir a presidência da Casa.

 

Leia mais

Leia também