Combate a fraudes já evitou dano de R$ 450 milhões aos cofres públicos

Combate às fraudes no Auxílio Emergencial já evitou dano de R$ 450 milhões ao erário

O índice de inconformidade é de apenas 0,44%, segundo análise realizada pela Controladoria Geral da União (CGU). Foto: Agência Brasil

O índice de inconformidade (suspeitas de fraudes) no Auxílio Emergencial do Governo Federal é de 0.44%, de acordo com análise realizada pela Controladoria Geral da União (CGU). O benefício brasileiro chega a 99,56% de acerto. Assim, o nível de inconformidades identificadas tem se mantido dentro de padrões internacionais de transparência e qualidade, segundo o Ministério da Cidadania.

No campo da prevenção, o ministério firmou acordos de cooperação técnica com diversos órgãos dos três Poderes, incluindo órgãos de investigação e controle, para trocar informações, conhecimentos e bases de dados. Ao todo, 18 grandes bancos de dados são utilizados para aferir a elegibilidade de cada requerimento de Auxílio Emergencial.

Até o momento, foram identificados cerca de 680 mil servidores públicos que não se enquadravam nos critérios de elegibilidade do programa. Segundo o ministério, é preciso observar primeiramente que esses servidores podem ter sido vítimas de fraudes. “Dada a natureza pública de seu trabalho, seus CPFs tendem a ser mais expostos”. Esse grupo também inclui estagiários e residentes médicos e multiprofissionais, que não possuem vínculo empregatício e, portanto, poderiam ser elegíveis ao auxílio, desde que atendidos os demais requisitos para concessão.

De acordo com a pasta, os casos vêm sendo avaliados cuidadosamente e bloqueios preventivos, e subsequentes cancelamentos de benefícios, estão sendo realizados, o que já resultou no cancelamento de 658.184 servidores municipais e estaduais, e servidores federais militares e civis. O primeiro bloqueio de pagamento a servidores ocorreu em 19 de maio.

O Ministério da Cidadania também tem atuado na recuperação dos valores pagos indevidamente. Até o momento, 132.823 pessoas já devolveram valores recebidos indevidamente evitando um dano de, no mínimo, R$ 450 milhões.

Em parceria com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, o Ministério da Cidadania está atuando para garantir a persecução penal de crimes praticados contra o Auxílio Emergencial. Nesse sentido, foi criada a Base Nacional de Fraudes ao Auxílio Emergencial (BNFAE). A Caixa Econômica é a responsável por encaminhar os dados relativos a fraudes no pagamento.

Essas atividades de auditoria são conduzidas, dentro do Ministério, por uma equipe multidisciplinar composta por especialistas em política social, em gestão da informação e em investigação. Essa equipe é coordenada por um Comitê Gestor de Risco e Acompanhamento que, semanalmente, delibera sobre as ações estratégicas para gestão do auxílio – inclusive com a participação de representantes do TCU e da CGU.

 

Com informações do Ministério da Cidadania.

Leia mais

Entenda como funciona a Sociedade Unipessoal de Advocacia

A Sociedade Unipessoal de Advocacia encontra respaldo na 𝗟𝗲𝗶 𝟭𝟯.𝟮𝟰𝟳/𝟭𝟲, sendo regulada pelos arts. 15 a 17 do Estatuto da Advocacia e os arts....

Idoso suspeito de pedofilia enviava vídeos pornográficos para criança em Mantenópolis

A Polícia Civil cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa de um aposentado de 63 anos, em Mantenópolis, no Noroeste do Estado....

Casa pega fogo na Vila Vicente, Barra de São Francisco

Uma casa pegou fogo na noite desta segunda-feira, 3/08/2020, na Vila Vicente, em Barra de Francisco. Segundo informações a residência fica próximo à Av. Carlos...

PC e Procon-ES fazem operação para fiscalização de preços de álcool em gel e de gás de cozinha

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), juntamente com o...

Leia também

Sobrinho de Pablo Escobar encontra US$ 18 milhões em parede de apartamento

Cinco anos depois de se mudar para um apartamento em Medellín (Colômbia) deixado por seu tio, o narcotraficante Pablo Escobar, Nicolás Escobar achou milhões de...

Norte do ES: criança de 6 anos morre depois de ser espancada

Uma criança de 6 anos morreu, nesta sexta-feira (25), depois de ser espancada. O menino estava internado em coma na Unidade de Terapia Intensiva...

Espírito Santo segue com quatro cidades aptas a ter segundo turno nas eleições de 2020

  O Espírito Santo tem quatro cidades com mais de 200 mil eleitores, de acordo com os dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para...

ES: carro é roubado e bandidos ligam para o dono pedindo dinheiro para devolver veículo

  Bandidos roubaram o carro de um aposentado nesta quinta-feira (24) e depois ligaram para o celular dele fazendo ameaças e pedindo dinheiro para devolver...