Com Central de Teleflagrantes, Polícia Civil do Espírito Santo quer todas delegacias regionais funcionem 24h

Com a nova Central de Teleflagrantes da Polícia Civil, que começou a operar em Vitória nesta segunda-feira (13), delegados e escrivães poderão fazer plantões remotos e receber ocorrências de delegacias regionais do interior.

O projeto piloto se espelha no modelo utilizado pela polícia de Minas Gerais e, segundo o governo do estado, vai permitir que delegacias do interior funcionem com plantões de 24h. Com o remanejamento dos servidores, unidades que estavam fechadas podem ser reabertas.

A central funciona na Chefatura de Polícia, na capital. Inicialmente, os policiais estão recebendo ocorrências entregues nos plantões das Delegacias Regionais de Aracruz, Norte do estado, e Guarapari. A ideia, no entanto, é expandir para todo estado.

Na prática, policiais civis de plantão nas delegacias regionais vão acionar a central assim que receberem uma ocorrência. Todo o procedimento será feito de forma on-line, realizando entrevistas e oitivas. Advogados e defensores públicos poderão acompanhar o procedimento de forma on-line ou presencial.

Após a finalização do procedimento remoto, o expediente será remetido à delegacia de polícia de origem, por meio da Delegacia On-line (Deon). O modelo vai permitir que suspeitos sejam autuados e presos em flagrante por videoconferência.

Uma das vantagens, segundo a administração estadual, é que a equipe de plantão na central poderá atender mais de uma ocorrência simultaneamente, acelerando os processos.

O governo deixou claro, no entanto, que as delegacias regionais não estarão fechadas. Antes, equipes de policiais civis com treinamento específico irão receber ocorrências, gerenciar a comunicação remota e conduzir os envolvidos.

A expectativa é que o sistema permita a implantação de plantões em regime de 24h em delegacias do interior que nunca operaram nesse modelo, além de viabilizar uma melhor distribuição do efetivo policial, contribuindo para a reabertura de unidades desativadas.

A Polícia Civil do Espírito Santo já disponibiliza o servido de registro de ocorrências de forma digital.