Colômbia atinge 2 meses de protestos; manifestantes derrubam estátua de Cristóvão Colombo (vídeo)


247, com Telesur –.Após dois meses de protestos e mobilizações no contexto da greve nacional na Colômbia, espera-se que milhares de cidadãos se mobilizem nas principais cidades do país.

Os manifestantes exigem justiça pelos mais de 70 assassinados, centenas de desaparecidos, milhares de feridos e dezenas de lesões oculares causadas pela polícia e pelo Esquadrão Móvel Anti-Motim (Esmad). De acordo com o balanço das organizações de direitos humanos, a repressão deixou mais de 80 feridos.

Apesar dos números fornecidos por grupos como a ONG Tremors e o Instituto de Estudos para o Desenvolvimento e a Paz (Indepaz), os representantes da Comissão Nacional de Greve asseguram que obtiveram resultados importantes.

Conquistas da Greve Nacional na Colômbia

Entre as conquistas, destacam-se que as mobilizações e protestos conseguiram posicionar a necessidade de avançar em uma reforma estrutural na Polícia Nacional. Também conseguiram que a maioria dos colombianos se opusesse às doutrinas do ex-presidente Álvaro Uribe.

Por fim, permitiu expor a violação massiva e sistemática dos direitos humanos por parte da Força Pública e a exigência de desmantelamento do Esmad.

Em meio aos diálogos com o Governo, a Comissão Nacional de Greve pediu a assinatura de um acordo preliminar para garantir o direito de protesto. No entanto, o governo colombiano ignorou o acordo preliminar sobre garantias mínimas para protestos sociais pacíficos.

Os representantes da Comissão Nacional de Greve anunciaram um novo plano que prevê a elaboração de projetos de lei sobre que serão entregues ao Congresso no dia 20 de julho.

Para este dia, o grupo formado por sindicatos, coletivos, organizações estudantis e outras entidades, convocou uma mobilização sob o lema “Pela vida, paz, democracia e contra as políticas neoliberais do governo Duque”.

Manifestantes derrubam estátua de Cristóvão Colombo

Nesta segunda-feira, 28, dia que marca dois meses do início das mobilizações constantes no país (28 de abril), manifestantes em Barranquilla derrubaram a estátua de Cristóvão Colombo, navegador italiano que foi financiado pelos Reis Católicos da Espanha para empreender uma viagem pelo Oceano Atlântico e achar um novo caminha para Índia.

A navegação de Colombo acarretou no descobrimento pelos europeus do continente Americano, permitindo, então, sua subsequente colonização e exploração pela Europa.


Leia mais

Leia também