Cobertura vacinal de Influenza em idosos é a menor em 13 anos • SiteBarra

Cobertura vacinal de Influenza em idosos é a menor em 13 anos

Um alerta importante à população idosa capixaba: a cobertura vacinal preliminar deste ano contra a Influenza, de 75,9%, já é a menor taxa dos últimos 13 anos. Em 2008, quando se registrou, até então, a menor cobertura para população acima dos 60 anos, foi de 79,5%.

Mais de 143 mil idosos ainda não compareceram ao serviço de saúde municipal para se vacinar contra a gripe.

O alerta, segundo a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, Danielle Grillo, se dá em virtude do aumento de casos registrados no Estado do Rio de Janeiro, nos últimos meses. Além do cenário atual no Espírito Santo. 

A coordenadora destacou também que as populações classificadas como grupos prioritários, entre elas a população idosa, são mais vulneráveis às complicações causadas pela gripe, e têm meta de 90% de cobertura vacinal. “Em especial a população idosa, que é o grupo que apresenta maior risco de adoecimento pela gripe, o vírus da Influenza pode causar pneumonia, o agravamento de doenças cardiovasculares, por exemplo. E temos uma medida de controle dessa doença, que é a vacina”. 

E completou: “ainda temos pouco mais 460 mil doses disponíveis nos municípios e regionais de saúde. É um quantitativo que dá para vacinar todo grupo prioritário, e entre eles, 100% dos idosos capixabas.”

Danielle Grillo reforçou que os idosos podem aproveitar a ida ao serviço de saúde para receber a dose de reforço contra a Covid-19 para também se vacinar contra a gripe. “Não há necessidade de intervalo entre as doses, então, é uma ótima estratégia para essa população receber a vacina da gripe”, pediu.

Os municípios capixabas estão disponibilizando doses da vacina Influenza a todas as pessoas a partir dos 6 meses de idade que ainda não receberam a dose em 2021.

 

Histórico de cobertura vacinal contra a gripe em idosos no Espírito Santo

Segundo dados do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI), a cobertura atual dos idosos vacinados no Espírito Santo, é de 75,9%. A média nacional está em 69,3%.

Entre os anos de 2020 e 2015, o Estado superou a meta preconizada pelo Ministério da Saúde, de 90%, registrando respectivamente: 137,5% (2020); 109,6% (2019); 106,8% (2018); 101,8% (2017); 111,3% (2016); 93,7% (2015).

De 2014 a 2009, a cobertura vacinal foi de, respectivamente: 87,9% (2014); 87,5% (2013); 82,8% (2012); 88,9% (2011); 83,1% (2010); 86,6% (2009). E em 2008, com 79,5%.

Dados Influenza

Desde o início da 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, em abril deste ano, a cobertura vacinal dos públicos-prioritários está em 78,6%.

Entre os grupos, a cobertura é de 85,9% para crianças; 87% para gestantes; 82,2% para puérperas; 67,8% trabalhadores da saúde; 108,1% povos indígenas; 75,9% idosos.

Além disso, até novembro foram notificados 25 casos e nenhum óbito por influenza em 2021.