Cinco novos parques são encaminhados para concessão pelo Ministério do Meio Ambiente

O Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI) deliberou, nessa quarta-feira (25/8), pela inclusão de mais cinco parques nacionais na carteira de ativos do programa. A medida representa mais um avanço importante na agenda de concessões de parques nacionais do Ministério do Meio Ambiente (MMA), que busca atrair recursos para a conservação por meio da parceria com o setor privado.

As unidades de conservação incluídas são os parques nacionais da Serra da Canastra (MG), Serra do Cipó (MG), Caparaó (MG/ ES), Restinga de Jurubatiba (RJ) e a Floresta Nacional de Ipanema (SP). Ao todo, os parques somam mais de 280 mil hectares de áreas protegidas em três biomas distintos: Cerrado, Mata Atlântica e no bioma marinho costeiro.

O objetivo das concessões é ampliar a proteção ambiental dos parques por meio do aumento da visitação, de investimentos privados em manutenção e conservação, do aumento da educação ambiental e do contato com a natureza, e da geração de emprego, renda e desenvolvimento no entorno dos parques. Nesse âmbito, são mais de 25 municípios lindeiros aos parques, alcançando uma população de mais de 670 mil brasileiros.

Até aqui, a agenda de concessões realizou leilões de 4 unidades de conservação: os parques nacionais de Aparados da Serra e de Serra Geral (RS/SC), e as florestas nacionais de Canela e de São Francisco de Paula (RS). Ao todo, são previstos investimentos superiores a R$ 420 milhões. Entre os investimentos obrigatórios, estão serviços de manutenção e proteção ambiental, como corpo de brigadistas.

Com informações do Ministério do Meio Ambiente

Cinco novos parques são encaminhados para concessão pelo Ministério do Meio Ambiente

Ao todo, os parques somam mais de 280 mil hectares de áreas protegidas em três biomas Foto: MMA