Cinco bicicleta são furtadas por dia no Espírito Santo

 

O Espírito Santo registra, em média, cinco furtos e roubos de bicicleta por dia. Desde o início de 2021, foram 859 casos. Os dados foram informados pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp). A informação é de Ana Clara Morais e Dionny Silva, G1 ES, da TV Gazeta.

O número alto pode ser explicado pela facilidade de revender o equipamento, segundo o delegado titular do 16º Distrito Policial de Cariacica, André Landeira.

“Algumas bicicletas chegam a custar o preço de um carro e são altamente vendáveis, isso é o que atrai”, apontou.

O prejuízo é ainda maior para quem depende da bicicleta como único meio de transporte, como o trabalhador autônomo José Castelo. A bicicleta que era usada para o trabalho foi furtada em dezembro, por isso o autônomo passou a usar a bicicleta da filha que, no mesmo mês, também foi furtada.

“Quando eu estava de bicicleta eu percorria em torno de 30 a 40 km por dia e eu utilizava tanto para trabalho quanto para lazer”, relatou. Sem o meio de transporte mais econômico, passou a usar aplicativos de mensagem ou ônibus. Agora, ele gasta cerca de R$ 250 a mais por semana.

Situação parecida com a de Gabriel Rosa, servidor público que também usava a bicicleta para trabalhar. Gabriel foi roubado, a mão armada, na Cinco Pontes, quando voltava para casa.

O número furtos pode ser ainda maior. Segundo a PC, muitas pessoas não registram o boletim de ocorrência, o que dificulta o trabalho da corporação de fazer um mapeamento e deslocar o efetivo para o local onde esses crimes mais acontecem.

“Justamente por a bicicleta não ter identificação é que muitas vítimas não registram do boletim de ocorrência e a recuperação fica muito difícil porque não tem como chegar até a vítima com certeza para restituir a bicicleta”, completou Landeira.

O ideal, segundo a polícia, é guardar a nota fiscal da bicicleta para ajudar na identificação, caso ela seja furtada.

Existem dois tipos de furtos tipificados no Código Penal que influenciam na pena aplicada a quem é pego roubando uma bicicleta.

Furtos simples é quando a pessoa não precisa arrombar cadeados ou trancas, ou seja, a bicicleta está solta. Nesse caso, a pena vai de um a quatro anos de detenção.

Quando o suspeito quebra cadeados ou correntes, ou age com ajuda de alguém, o crime se enquadra como furto qualificado e a pena passa a ser de dois a oito anos de detenção.

Suspeitos aparecem fugindo com bicicleta furtada em Vila Velha

Suspeitos aparecem fugindo com bicicleta furtada em Vila Velha

Bicicletas furtadas foram apreendidas no bairro Zumbi dos Palmares e levadas para a Delegacia Regional de Vila Velha, ES

Bicicletas furtadas foram apreendidas no bairro Zumbi dos Palmares e levadas para a Delegacia Regional de Vila Velha, ES

 


Leia mais

Leia também