CIM Norte abre credenciamento para mais de mil procedimentos em serviços médicos

Foto: Fred Loureiro/Secom-ES

O Consórcio CIM Norte/ES abriu edital de chamamento público para o credenciamento de empresas para prestação de serviços médicos de diferentes especialidades para a realização de atendimentos de consultas via telemedicina e presencial, bem como a contratação de serviços e exames especializados e laboratoriais.

O credenciamento só pode ser feito por pessoas jurídicas. A entrega dos envelopes deverá ser feita até o próximo dia 17, na sede do Consórcio, situado na Rodovia XV de Novembro, nº 420, bairro São Francisco, Nova Venécia. O horário de recebimento vai das 8h às 11h e das 13h às 16h, de segunda a sexta-feira.

O edital com todas as informações sobre o credenciamento pode ser obtido no próprio CIM Nortes/ES ou solicitado pelos e-mails: [email protected] / [email protected] e via o telefone (27) 3752-4455 (Falar com Raine).

A abertura dos envelopes com as propostas para análise e habilitação das empresas interessadas será no dia 18, às 13h30, na sede do Consórcio. O prazo de vigência do credenciamento é de 12 meses, podendo, excepcionalmente, ser prorrogado.

A superintendente do Consórcio CIM Norte/ES, Risonete Maria Oliveira, informa que o credenciamento incorporou novas ofertas, entre elas a modalidade da telemedicina, cirurgias e consultas e exames especializados. Ela disse, ainda, que a proposta dos gestores do Consórcio é inovar, atraindo novas empresas para atender as demandas reprimidas em saúde no norte do Espírito Santo, reduzindo o vazio assistencial.

Outro propósito é levar os serviços médicos para o mais próximo possível do cidadão, além da possibilidade de que as empresas possam prestar os serviços em espaço cedidos pelos municípios, facilitando a vida dos munícipes, uma vez que não precisarão se deslocar para serem atendidos. “O Consórcio está organizando o atendimento para que o cidadão resolva seus problemas sem precisar ficar pegando a estrada para viajar e vagando pelo estado”, disse Risonete.

Ela destacou, ainda, que se as contratações dos serviços se repetem no município e no estado, fica mais caro. “Os gestores do Consórcio buscam soluções eficientes na rede de assistência. Se houver êxito no credenciamento das empresas interessadas em ofertar serviços nos municípios vamos conseguir gastar menos por uma questão puramente de gestão. Não tem milagre nenhum”.

Os atendimentos por telemedicina que vêm sendo realizados pelo Consórcio, através do programa da Rede Cuidar (Nova Venécia), atendendo usuários dos municípios consorciados, têm proporcionado grande resolutividade e ótima aceitação pelos usuários, médicos e profissionais das unidades de referência dos usuários atendidos. “A partir deste credenciamento, poderá ser realidade para atender pacientes em várias especialidades médicas não disponíveis na região norte”, concluiu Risonete.

Leia mais

Leia também