Ciclo de palestras do Agenda Mulher debate cotas de gênero

O ciclo de palestras “Mais Mulheres na Política Capixaba” realizou, nesta quinta-feira (03), o segundo dia de apresentações com o painel Inclusão da Mulher na Política: Eleições 2020. O evento objetiva inspirar e empoderar as mulheres capixabas mostrando que a entrada no processo democrático  é natural e boa para todos. Organizado pela Vice-Governadoria do Estado, por meio do Programa Agenda Mulher, o ciclo levou aos participantes o debate sobre as estruturas e funções do Estado no que diz respeito às cotas de gênero.

Para o primeiro tema debatido, “Cargos para as eleições 2020. O papel da prefeita e da vereadora”, o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Espirito Santo (TCES), Domingos Taufner, argumentou que a sociedade possui uma visão ainda errônea das funções dos representantes eleitos nos municípios.

“Se você perguntar à população qual o papel da vereadora e do vereador, ela vai dizer que é ‘fazer um favor’ ou ‘representar o bairro’. Mas, eles possuem funções importantes dentro da concepção administrativa do município. Os vereadores criam as leis municipais, por isso Legislativo; fiscalizam o Executivo; julgam; administram e  debatem. São inúmeras atribuições”, explicou Taufner.

O assessor político da Vice-Governadoria, Odmar Nascimento, teceu argumentos sobre o que ele chamou de “novo normal”. Também falou sobre a jornada política que perpassa o processo democrático e da necessidade de um diferencial na pauta da mulher na política. “Os homens sempre usam as mesmas pautas: saúde, educação, segurança. Elas devem se apresentar com um discurso e olhar feminino sempre com o questionamento: onde o meu discurso e as causas que acredito e defendo podem me levar?”, disse.

Um levantamento com base em dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi apresentado pela mediadora do ciclo, Wilma Chequer, e mostra que apesar de as mulheres representarem 51% da população no Espírito Santo, desde janeiro de  2017, não contamos com uma única vereadora em 32% das cidades capixabas, ou seja, em 25 dos 78 municípios do Estado as mulheres não participam da política.

Com base nesse panorama, a coordenadora Regional da Transparência Eleitoral, Marilda Silveira, aprofundou o tema “Cotas de Gênero nas Eleições 2020”. Ela abordou como se estrutura a baixa representatividade feminina na política e o papel dos partidos políticos nesse processo.

“Pesquisas apontam que a política, assim como em outros campos da sociedade, não são exclusivamente meritocráticos, ou seja, ninguém o acessa só por mérito. Apesar da autonomia dos partidos nas escolhas dos candidatos, existe um monopólio de candidaturas, ocasionando um choque com a necessidade de respeitar uma ação afirmativa para ocupação desses espaços pelas mulheres”, destacou.

E complementou: “Isso significa que esses espaços, nos quais as mulheres querem adentrar, já possuem lideranças masculinas, pois eles se inseriram nesses locais muito antes do que elas e formaram uma rede de contatos, em uma época em que a mulher não tinha os mesmo direitos”, relatou a advogada.

Já  Wilma Chequer lembrou  as dificuldades das mulheres em ingressarem na política, como o caso da primeira mulher a assumir um cargo eletivo no Brasil. “Somente em 1928, Luíza Alzira Teixeira Soriano foi eleita a primeira prefeita brasileira, em Lajes, no Rio Grande do Norte”.

O público interagiu com as palestrantes por meio de perguntas e comentários no Instagram do Programa Agenda Mulher. O evento tem parceria com o Secretaria de Economia e Planejamento (SEP); Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp); Escola Superior da Procuradoria Geral do Estado do Espírito Santo (ESPGE); Rádio e Televisão Espírito Santo (RTV), Comissão de Direitos Políticos e Eleitorais/Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/ES) e Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES).

Terceiro dia de palestras

Nesta sexta-feira (04) é o último dia do “Mais Mulheres na Política Capixaba” com o painel: Eleições 2020: a mulher candidata. A transmissão será feita simultaneamente pela TV Educativa (Canal:2.1), pela Rádio Espírito Santo (1106FM), Instagram @agendamulher e site A Gazeta, às 14horas.

 

SERVIÇO – PROGRAMAÇÃO

 

Data:04/09 (sexta-feira)

Horário: 14h

3º Painel: Eleições 2020: a mulher candidata

-Tema: Alternativas para efetivação da participação feminina nos partidos.

-Participantes: Polianna Pereira dos Santos (Associação Visibilidade Feminina)

-Tema: Estratégias de financiamento e marketing das candidaturas femininas.

Participantes: Luciana Nepomuceno (OAB/Federal)

Mediação: Wilma Chequer (OAB/ES)

 

Transmissão ao vivo:
TV Educativa ES (Canal: 2.1)
Rádio Espírito Santo (1160 AM)
Instagram @agendamulher
Site A Gazeta

 

Leia mais

Recanto Viva a Vida em Domingos Martins oferece lazer e aconchego aos turistas

O Recanto Viva a Vida está localizado a...

Rombo da Previdência de Minas Gerais aumenta 8%, de acordo com Secretaria de Fazenda do estado

Entre janeiro e maio deste ano, o déficit previdenciário de servidores de Minas Gerais somou R$ 6,580 bilhões. Segundo a Secretaria de Fazenda do...

Tripulante ferido em navio é resgatado pelo Notaer no litoral Capixaba

Equipe do Notaer resgatou marinheiro ferido em navio...

Institutos federais abrem vagas para cursos de qualificação profissional a distância

Três institutos estão com processo seletivo para vagas em 66 cursos diferentes – Foto: ...

Leia também

Seis carros se envolvem em engavetamento na Dante Michelini, em Vitória

Apenas um dos motoristas teve pequenos ferimentos no rosto. Uma mulher grávida estava em um dos carros, mas não teve lesões. Por Any Cometti e...

Papai Noel dos Correios: a menos de um mês para o Natal, só metade das cartinhas foram adotadas no Espírito Santo; veja como fazer

O prazo final para entrega de presentes e adoção de cartas é até a próxima sexta-feira, dia 4 de dezembro. Campanha 'Papai Noel dos Correios'...

Jovem é detido pela PM com arma de fogo e munições em Nova Venécia

Na tarde desta sexta-feira (27/11/2020), em Nova Venécia, policiais militares do 2º Batalhão detiveram um jovem de 18 anos. Com ele foi apreendido um...

Mulher que foi presa por atropelar e matar o marido em Linhares é solta com liberdade provisória

Juiz ponderou que a acusada tem dois filhos menores de idade e um ainda precisa ser amamentado. Mesmo sem estar no presídio, ela está...