Chuvas provocam alagamentos, interdições, prejuízos e deixam desalojados no Espírito Santo

Um novo boletim emitido pela Defesa Civil do Espírito Santo, atualizado às 11 horas desta quinta-feira (10), mostra que oito pessoas estão desalojadas no estado devido a transtornos causados pelas fortes chuvas, que caem desde a tarde desta quarta-feira. São duas pessoas em Cariacica e seis em Ibiraçu.

De acordo com informações do boletim, diversas ocorrências foram registradas em alguns municípios. Na Serra, um muro desabou e atingiu o quarto de uma casa, no bairro Nova Carapina. Três pessoas estavam no local, mas ninguém ficou ferido.

O estoque de uma loja de brinquedos foi alagado pelas fortes chuvas que atingiram o município. Em um vídeo divulgado pela proprietária da loja, ela pede ajuda para tentar recuperar as mercadorias.

Ainda na Serra, durante a chuva de quarta-feira, um raio atingiu um transformador, próximo a uma creche no bairro Valparaíso. No vídeo, é possível observar a fumaça que saiu do objeto. De acordo com a prefeitura, o transformador pegou fogo, mas a própria chuva apagou o incêndio. Não houve feridos. Os Bombeiros foram acionados, mas não houve necessidade de irem até o local.

Houve desabamento também em Cariacica. Um muro e uma marquise cederam em Alzira Ramos e a cidade possui duas pessoas desalojadas. No Terminal Campo Grande, um vídeo registrado por um passageiro mostra a água caindo em grande quantidade do teto do terminal. As pessoas precisaram se desviar da “cachoeira” que se formou. Uma calha entupiu durante a chuva de quarta-feira e pegou os passageiros do local de surpresa.

No Noroeste capixaba, em Colatina, o muro de uma residência desmoronou, no bairro Perpétuo Socorro. No Sul do estado, em Jerônimo Monteiro, foi registrada falta de energia elétrica em todo município. Já em Cachoeiro de Itapemirim, uma árvore caiu e interditou uma rua, que já foi liberada pelo Corpo de Bombeiros.

Em Viana, no bairro Marcílio de Noronha, moradores e comerciantes registraram o momento de uma forte chuva no local. Uma enxurrada se formou na avenida principal do bairro. A Defesa Civil do município informou que não há registros de ocorrências graves no município até o momento. Apenas pontos isolados de alagamento e solicitação de avaliação em residência, por conta de infiltrações.

Também em Viana, a pista lateral da BR-262, na entrada do bairro Marcílio de Noronha, está totalmente alagada. No local, há um viaduto e o acesso ao bairro deve ser realizado por meio de outras vias.

Em Muniz Freire, a Defesa Civil do município informou que há pontos de alagamentos no distrito de Menino Jesus. Equipes do órgão estiveram no local e ainda estão contabilizando se há registro de pessoas fora de casa. A pista da rodovia ES 181 está interditada. Uma galeria se rompeu, deixando a via totalmente alagada.

O Departamento de Edificações e Rodovias (DER-ES) foi acionado. Há registro de deslizamento de terra no distrito de Piaçu. A Defesa Civil disse que as pessoas que foram atingidas pelas chuvas de janeiro deste ano foram atingidas novamente.

Em Castelo, a situação também está complicada. Na cidade, moradores registraram muitas ruas alagadas e com água já entrando em estabelecimentos e residências. Um rio transbordou e a correnteza é forte.

A Defesa Civil municipal informou que a cidade está em Alerta Vermelho para  grande enchente. Eles usaram as redes sociais para pedir que a população de proteja e que ligue para o telefone 183 em casos de emergência. As equipes estão nas ruas monitorando a situação.

A pista que dá acesso à cidade está totalmente interditada, de acordo com o DER-ES. O trecho Conceição do Castelo – Santo Antônio, na rodovia ES-165 está com trechos tomados pela água, com pontos de alagamento e destruição e partes do asfalto que cederam. Uma rota alternativa para quem precisa chegar ao município, pegando a ES-479 à ES-166.

Informações: Folha Vitória

Leia mais

Leia também