China vacina em um dia mais do que Brasil imunizou durante todo o mês de maio


OperaMundiA China alcançou, no início de junho, uma média diária de vacinação contra covid-19 maior do que o total de imunizações realizadas no Brasil durante todo o mês de maio.

Segundo dados do Ministério da Saúde chinês, compilados pelo site Our World in Data, o país asiático chegou, no dia 4 de junho, a aplicar 20,99 milhões de doses. Este número não é nem o maior da série – em 2 de junho, o governo chinês reportou a aplicação de 22,918 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus. Os dados não diferenciam a primeira da segunda dose.

Já o Brasil, segundo números do Ministério da Saúde, aplicou 17.545.668 doses de vacinas contra a covid-19 entre os dias 1 e 31 de maio. Ainda segundo o governo brasileiro, mais de 4,8 milhões desse total foram aplicações da 2ª dose da vacina, enquanto que mais de 12,5 milhões de pessoas receberam a 1ª dose.

O crescimento do ritmo de vacinação no gigante asiático é ainda mais notável na comparação entre os inícios dos meses desde março, quando o país encerrou a imunização de grupos prioritários e deu início à vacinação em massa.

Média móvel de sete dias de doses de vacina administradas

O Brasil, por sua vez, não teve o mesmo crescimento expressivo, registrando uma média diária de 205 mil doses no início de março, passando para 514 mil no primeiro dia de abril, até alcançar 757 mil aplicações diárias em 1 de maio.

No total de doses aplicadas – contabilizando ao menos uma dose da vacina – os países também apresentam diferenças: enquanto a China já alcançou mais de 777,8 milhões de imunizações, o Brasil soma 71,6 milhões.

Média móvel da porcentagem em relação à população de doses administradas

EUA, Rússia e Índia

Nenhuma das nações mais populosas do mundo chegou perto do ritmo de vacinação diário da China. Os EUA, por exemplo, tiveram um pico em meados do mês de abril, quando alcançaram uma média diária de vacinação de mais de 3,38 milhões de doses. No começo de junho, o país norte-americano registrou uma média de 1,23 milhões.

A Índia, que também teve seu ápice de doses diárias em abril, registrando mais de 3,65 milhões de doses, começou o mês de junho com uma média de 2,92 milhões de pessoas imunizadas por dia.

No total, os EUA já imunizaram mais de 301 milhões de pessoas com ao menos uma dose da vacina, o que representa menos da metade do total chinês. A Índia, por sua vez, chegou a mais de 228 milhões de pessoas vacinadas.

A Rússia, o 9º país mais populoso do mundo e desenvolvedor de uma das vacinas mais utilizadas durante a pandemia, a Sputnik V, também não se aproxima do ritmo da China, tendo alcançado um total de 30,7 milhões de doses aplicadas até o começo do mês de junho.