China rejeita restrições às suas empresas por parte dos EUA


A China rechaçou nesta sexta-feira (4) a decisão do governo dos EUA de aumentar para 59 o número de empresas chinesas com restrições para fazer negócios com empresas norte-americanas.

A alegação da Casa Branca é que essas empresas chinesas são ligadas aos setores militar e de inteligência.

O Ministério das Relações Exteriores da China denunciou o caráter político da decisão e alertou para seu impacto negativo nas regras do mercado e nos interesses dos investidores de todo o mundo.

Também lamentou o abuso de Washington do conceito de segurança nacional e seu poder de assediar as empresas chinesas, informa a Prensa Latina.

(Foto: Diário do Povo)

Leia mais

Leia também