China expõe infrações dos EUA durante conversações com vice-secretária de Estado


A China apresentou nesta segunda-feira (26) duas listas de questões aos Estados Unidos durante as conversações em Tianjin com a vice-secretária de Estado Wendy Sherman. Uma delas é a “lista de infrações que os EUA devem para” e a outra é a “lista de importantes casos específicos que preocupam a China”, disse nesta segunda-feira o vice-ministro das Relações Exteriores, Xie Feng, segundo informa a Xinhua.

Xie fez os comentários em uma coletiva de imprensa após conversas com a vice-secretária de Estado dos EUA, Wendy Sherman, que está em visita à cidade portuária de Tianjin, no norte da China, de 25 a 26 de julho.

A China exortou os Estados Unidos a revogar incondicionalmente as restrições de visto para membros do Partido Comunista da China (PCCh) e suas famílias, revogar as sanções aos líderes chineses, funcionários e agências governamentais e remover as restrições de visto sobre estudantes chineses.

A China também pediu aos Estados Unidos que parem de suprimir as empresas chinesas, parem de assediar os estudantes chineses, parem de suprimir os Institutos Confúcio, revoguem o registro dos meios de comunicação chineses como “agentes estrangeiros” ou “missões estrangeiras” e revoguem o pedido de extradição de Meng Wanzhou.

Em outra lista, a China expressou sérias preocupações aos Estados Unidos em alguns casos individuais importantes, incluindo a rejeição de pedidos de visto de alguns estudantes chineses, cidadãos chineses recebendo tratamento injusto nos Estados Unidos, missões diplomáticas e consulares chinesas sendo assediadas e atacadas por perpetradores nos Estados Unidos, crescente sentimento antiasiático e anti-China e cidadãos chineses sofrendo ataques violentos.

A China exortou os Estados Unidos a resolver esses casos o mais rápido possível e sinceramente respeitar e proteger os legítimos interesses dos cidadãos e instituições chineses nos Estados Unidos.

(Foto: Diário do Povo)