China diz ver mentalidade da Guerra Fria em nova estratégia da OTAN


Agência Sputnik – Pequim criticou uma reunião virtual entre ministros da Defesa da OTAN, dizendo que reflete um pensamento que “carece de perspectiva”, e é contrário ao caminho seguido pela China.

Durante uma reunião virtual de ministros da Defesa ocidentais, que terminou na quinta-feira (18), Jens Stoltenberg, secretário-geral da OTAN, declarou que o conceito estratégico da Aliança Atlântica, elaborado em 2010, deveria ser atualizado, pois a situação no mundo mudou e o documento não reflete a ascensão da China e o agravamento das relações com a Rússia.

Os planos da OTAN refletem um pensamento antiquado da Guerra Fria, comentou Hua Chunying, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China.

“Vejo tais declarações como vestígios do pensamento da Guerra Fria”, declarou.

“A China segue desenvolvimento pacífico, [e] nossa estratégia militar é defensiva. A China participa da construção da paz e da ordem internacional, deu sua contribuição para o desenvolvimento pacífico do mundo, e continuará a fazê-lo. O progresso da China abre novas possibilidades para o mundo inteiro”, afirmou a diplomata chinesa.

Hua Chunying exortou a OTAN a adotar uma abordagem objetiva para o desenvolvimento da China.

“O pensamento da Guerra Fria carece de perspectiva”, frisou.

Hua Chunying, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China

Hua Chunying, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China (Foto: FLORENCE LO/REUTERS)

Leia mais

Leia também