China diz que tentativa dos EUA de contê-la usando Xinjiang está fadada ao fracasso


O porta-voz da Missão Permanente da China nas Nações Unidas expressou na segunda-feira (10) forte insatisfação e oposição a um evento paralelo a ser organizado pelos Estados Unidos, Grã-Bretanha, Alemanha e algumas organizações não governamentais em Nova York sobre a situação dos direitos humanos em Xinjiang, China.

O porta-voz exortou os promotores a cancelarem o evento, que interfere nos assuntos internos da China, e apelou a outros países membros da ONU que rejeitem o evento.

Na opinião do porta-voz, os promotores do evento estão “usando questões de direitos humanos como uma ferramenta política numa tentativa vã de criar divisão e turbulência em Xinjiang, interferindo nos assuntos internos da China e perturbando o desenvolvimento pacífico da China”, informa o Diário do Povo.

A China considera que os EUA e outros países patrocinadores do evento estão deliberadamente fabricando mentiras e espalhando desinformação maliciosa sobre Xinjiang, sem respeito pela verdade. E considera que a tentativa dos EUA de contê-la usando Xinjiang está fadada ao fracasso.

 

(Foto: Brasil 247)

Leia mais

Leia também