China divulga Livro Branco sobre direitos da população de Xinjiang


Rádio Internacional da China – O Conselho de Estado da China divulgou nesta quarta-feira (14) o Livro Branco sobre a Garantia dos Direitos Iguais das Etnias em Xinjiang, com uma retrospectiva dos trabalhos feitos na região ao longo de mais 70 anos desde a fundação da República Popular da China.

O documento apontou que, com base no princípio de trabalho centrado no povo, o Partido Comunista da China e o governo central, têm tratado o direito da vida e do desenvolvimento, como básicos e prioritários. Ao combinar a realidade do país com os conceitos universais do direito humano, a China vem diversificando e ampliando as estratégias de desenvolvimento de Xinjiang, com ênfase na administração conforme as leis, na união das etnias, na manutenção das culturas, e no enriquecimento dos povos.

Quanto aos direitos políticos, os povos das diversas etnias de Xinjiang, independentemente da população, da extensão histórica e das diferenças de costumes, gozam de condições igualitárias, na participação conjunta dos assuntos nacionais e da gestão local, com seus direitos democráticos de base bem exercidos.

Tanto a economia quanto os aspectos sociais, demonstram um desenvolvimento acelerado em Xinjiang. O sistema de pensão cobre todas as pessoas e a proteção das mulheres e crianças possui avanços expressivos.

O livro branco salientou que Xinjiang segue a implementação completa das políticas de liberdade de crenças, proteção de todas as atividades religiosas legítimas, combater os crimes e inibir os atos ilegais, conter os extremistas e resistir à penetração das forças externas em Xinjiang.

(Foto: Mídia chinesa)

Leia mais

Leia também