China acusa EUA de fazer provocações na abertura da reunião no Alasca


Yang Jiechi, membro do Birô Político do Comitê Central do Partido Comunista da China (PCC) e diretor do Departamento da Comissão dos Assuntos Exteriores do Comitê Central do PCC, Wang Yi, conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores da China, o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, e o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan, participaram do diálogo bilateral em Anchorage nesta quinta-feira (18) .

“O lado chinês veio a Anchorage, Alasca com sinceridade para o diálogo estratégico de alto nível entre a China e os Estados Unidos a convite do lado norte-americano, e está pronto para conduzir as negociações em linha com o procedimento e o arranjo acordados por ambos os lados com antecedência, informou um funcionário da delegação chinesa nesta quinta-feira”, segundo a agência Xinhua.

No entanto, ao iniciar o evento e fazer as declarações de abertura, o lado dos EUA ultrapassou seriamente o tempo acordado e lançou provocativamente ataques e acusações infundados contra as políticas interna e externa da China, de acordo com o resumo.

“Esta não é a maneira adequada de receber os convidados, tampouco é compatível com o protocolo diplomático. O lado chinês respondeu de forma solene, segundo o resumo apresentado pela delegação do país asiático”.

(Foto: Reuters)

Leia mais

Leia também