Chanceler brasileiro tem conversa com embaixador chinês, que garante continuação da parceria pelas vacinas


 O chanceler brasileiro, Carlos Alberto França, conversou por telefone na manhã desta quarta-feira (28) com o embaixador chinês Yang Wanming, um dia após o ministro da Economia, Paulo Guedes, insultar a China, dizendo que “chinês inventou o vírus” e que a CoronaVac é pouco eficaz.

Na conversa, os dois concordaram em reforçar um “ambiente sadio e amigável” e continuar a parceria na compra de vacinas. 

A agressão de Guedes não passou despercebida por Wanming, que deu um recado ao Brasil. “Até o momento, a China é o principal fornecedor das vacinas e os insumos ao Brasil, que respondem por 95% do total recebido pelo Brasil e são suficientes para cobrir 60% dos grupos prioritários na fase emergencial. A CoronaVac representa 84% das vacinas aplicadas no Brasil”, reagiu o embaixador.

Leia mais

Leia também