Chancelaria chinesa rechaça tentativa de países ocidentais para convocar reunião na ONU sobre Xinjiang


Ao comentar a tentativa de alguns países ocidentais de convocar uma reunião sobre a questão de Xinjiang nas Nações Unidas, a porta-voz da chancelaria chinesa, Hua Chunying, disse que certos países, incluindo os EUA, tentam produzir a chamada questão de direitos humanos relacionada com Xinjiang. 

De acordo com a Rádio Internacional da China, os EUA e outros países estão “abusando dos recursos e da plataforma das Nações Unidas” para difamar e atacar a China. “Preciso ressaltar que os EUA, o Reino Unido e a Alemanha não são aptos para representar a ONU nem a comunidade internacional”, observou Hua Chunying.

Segundo ela, o país que mais assassina a população muçulmana é exatamente os EUA, o qual desencadeou, em nome do antiterrorismo, guerras e operações militares em cerca de 80 países, provocando a morte direta de mais de 800 mil pessoas, em sua maioria civis, além de milhões de pessoas que ficaram desabrigadas.

Hua Chunying, porta-voz da Chancelaria chinesa

Hua Chunying, porta-voz da Chancelaria chinesa (Foto: Xinhua)

Leia mais

Leia também