Centelha promove capacitação sobre sustentabilidade para empreendedores

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) realizou, nesta quinta-feira (24), o quarto workshop de acompanhamento do Programa Centelha. Abordando o tema “Sustentabilidade – Práticas dos ODS” o evento, em formato virtual, aconteceu em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat), e contou com a participação de 54 empreendedores contemplados pelo Programa.

O Sebrae do Mato Grosso fez toda a apresentação sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) de forma mais clara e assertiva sobre o que a Organização das Nações Unidas (ONU) propõe, em um plano de ação, para alcançar o desenvolvimento sustentável, por meio de 17 objetivos, com metas até o ano 2030.

 Um dos empreendedores participantes do Centelha é o engenheiro civil da empresa Endelevo, João Valdo Freire, que classificou o workshop de suma importância para o sucesso da empresa. “Excelente para alinharmos, desde o começo, os objetivos ao plano de ação das nossas startups para, de fato, alcançar o proposto, estabelecendo modelos de governança ESG e os indicadores que possam medir nosso impacto positivo”, destacou.

 A estudante de Sistemas de Informação e desenvolvedora do App Republika, Natalia Pitanga, demonstra total empolgação com o Centelha. “Tem sido uma oportunidade gigante para desenvolver nosso projeto, nos conectar a pessoas incríveis e aprofundar nossos conhecimentos em diversas áreas. Com os workshops, mentorias e parcerias, nosso espírito empreendedor e a paixão por inovar vai se tornando cada vez maior. Nunca pensamos que uma ideia que surgiu em sala de aula poderia chegar tão longe. Só temos que agradecer à Fapes e a todos os envolvidos pelo enorme incentivo. Dizer que estamos trabalhando para que nossa solução possa ajudar o maior número de pessoas”, disse.

O graduando em Engenharia Mecânica Willyan Marques Dobrovolski ficou surpreso com o conteúdo apresentado no evento. “Foi uma grande novidade e honestamente não conhecia e sequer tinha ouvido falar sobre os pontos apresentados. Achei extremamente interessante e, após o evento, cheguei à conclusão que o meu projeto tem uma sintonia muito grande com as diretrizes e metas da ODS. Um projeto voltado para a utilização de energia de fontes renováveis, com forte pegada na sustentabilidade. Defendo que seja disseminado para toda a população, tamanha a importância da conscientização em geral para um legado de um grande planeta”, comentou.

A coordenadora do Programa Centelha no Espírito Santo, Ana Ivone Salomon Marques, considerou o evento como fundamental para os empreendedores e enalteceu as parcerias pela qualidade da capacitação: “a importante integração com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Mato Grosso e a parceria com o Sebrae daquele estado é de uma riqueza sensacional. Com certeza, as novas empresas serão formadas por pessoa altamente qualificadas”.

O Centelha tem como objetivo estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Espírito Santo, oferecendo capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios de sucesso. O Programa é uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), operada pela Fundação CERTI.

O quinto e último workshop acontecerá em agosto, com a discussão voltada aos “Aspectos Jurídicos”. 

Texto: Jair Oliveira