Catadora encontra R$ 500 no lixo e devolve aos donos, no ES

Em meio à dificuldade financeira vivida por milhares de pessoas em decorrência da pandemia, a atitude de uma catadora de recicláveis ganhou repercussão no pequeno município de Mucurici, no Espírito Santo. Depois de encontrar R$ 500 em uma lata de leite, ela devolveu o dinheiro ao dono e conquistou a admiração da cidade.

O dinheiro foi encontrado pela catadora Fernanda Vieira Sena, de 29 anos, na terça-feira (23), enquanto ela fazia a triagem na Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Mucurici.

Ao abrir uma lata de leite para separar o plástico do alumínio, Fernanda se deparou com as cinco notas de R$ 100. A quantia representa quase um terço do salário da catadora, mas ela garante que em nenhum momento pensou em ficar com o dinheiro.

“Na hora, a gente achou que era falso. Ainda brincamos falando que, se o dono não aparecesse, a gente ia fazer um lanche, um café da manhã. Eu nem trouxe o dinheiro para casa, deixei lá no serviço”, contou.

Do outro lado, a responsável pelo dinheiro ter ido parar no lixo começava uma busca com a ajuda da família. Aparecida Pereira, que é empregada doméstica, não sabia que na lata de leite jogada fora estava um dinheiro guardado pelos patrões.

Assim que descobriu o engano, pensou em alternativas para reparar o erro, que envolviam pegar dinheiro emprestado ou pedir que o valor fosse descontado do salário.

Mas, com a ajuda do padrasto, Aparecida encontrou as notas. Foi ele quem teve a ideia de recorrer à Associação de Catadores da cidade na esperança de que alguém devolvesse o valor.

“Um senhor me procurou falando que tinha perdido um dinheiro. Era um senhor muito humilde, tinha perdido numa vasilha. Pela descrição, não tinha como ele estar inventando”, contou a presidente da associação, Mirani dos Santos Pereira.

Depois de descobrir o paradeiro das notas, o padrasto de Aparecida indicou para Fernanda e Mirani o endereço da enteada. As catadoras foram até o local e, com o dinheiro em mãos, tranquilizaram a doméstica. “Ela começou a tremer, ela não acreditava”, contou Fernanda.

Apesar de a atitude ter repercutido entre os moradores, a presidente da associação conta que não se surpreendeu com a honestidade da associada.

“Falei com a Cida: ‘O seu dinheiro caiu na mão da pessoa certa’. Fernanda é uma pessoa iluminada. O gesto dela foi muito nobre”, disse Mirani.

Informações: G1/ES

Leia mais

Doações de instituições parceiras auxiliam na prevenção à Covid-19 em unidades prisionais do Estado

Desde o início da pandemia, diversas doações de instituições públicas e privada foram recebidas pela Secretaria...

Banestes prorroga validade de concurso público por mais dois anos

O Banestes prorrogou, por mais dois anos, o...

CRISE DE HONESTIDADE

  Quando fazia o curso de direito em Colatina a situação não era fácil. A estrada Mantenópolis x Pancas ainda não era asfaltada. O transporte...

PM apreende revólver e materiais usados para embalar drogas em Boa Esperança

A Polícia Militar apreendeu uma arma de fogo,...

Leia também

ES: instrutor de tiros morre após disparo acidental contra o próprio peito no dia do aniversário

Um instrutor de tiros de 29 anos morreu na noite desta segunda-feira (13) após disparar acidentalmente contra ele mesmo. No momento do acidente, o instrutor...

Secretaria de Saúde amplia critérios de testagem em massa no Espírito Santo

A Secretaria da Saúde publicou, na tarde desta segunda-feira (13), a Nota Técnica COVID-19 Nº53/2020, que atualiza as definições de casos e critérios para...

Advogada capixaba afirma ter sido presa e agredida por policiais em delegacia

Caso teve início quando a profissional foi à delegacia em Vitória para atender um cliente preso em uma operação da PM. Para representante da...

Guidoni divulga nota sobre acidente que matou Jeeam Caseli na pedreira de Barra de São Francisco

O Grupo Guidoni divulgou uma nota sobre o acidente que provocou a morte de um funcionário e deixou outros dois ferido na pedreira de...