Castillo ganha vantagem sobre fascista Fujimori em eleição presidencial no Peru, diz pesquisa


(Reuters) – O candidato socialista Pedro Castillo continuou a recuperar terreno entre os eleitores, mostrou uma pesquisa no domingo, ampliando sua vantagem sobre a conservadora Keiko Fujimori duas semanas antes do segundo turno da eleição presidencial do Peru.

Castillo, um professor do ensino fundamental que quer implantar novos impostos e royalties no setor de mineração, obteve 44,8% de apoio na pesquisa do Instituto de Estudos do Peru (IEP), enquanto Fujimori, uma conservadora pró-mercado, arrecadou 34,4%.

A pesquisa com 1.208 pessoas foi realizada para o jornal La Republica do Peru nos dias 20 e 21 de maio e tem uma margem de erro de 2,8 pontos percentuais.

Castillo ganhou terreno significativo desde a mesma pesquisa do IEP em meados de maio, na qual obteve 36,5% dos eleitores pretendidos e Fujimori 29,6%.

No sábado, manifestantes marcharam em Lima e em outras grandes cidades peruanas carregando faixas e gritando o slogan “Fujimori nunca mais”. O pai de Fujimori, o ex-presidente Alberto Fujimori, está na prisão por acusações de corrupção.

Castillo, que disputa o segundo turno com Fujimori após uma vitória inesperada no primeiro turno, tem forte apoio entre as comunidades rurais do interior do Peru, em grande parte pobres. Os observadores de mercado, no entanto, veem sua candidatura como uma ameaça potencial à indústria do segundo produtor mundial de cobre.

A pesquisa de domingo também indicou que 13% pretendem votar em branco ou anular seu voto na votação de 6 de junho, enquanto 5,1% ainda estão indecisos.

Pedro Castillo e Keiko Fujimori

Pedro Castillo e Keiko Fujimori (Foto: Opera Mundi)

Leia mais

Leia também