Caso com funcionária foi determinando para saída de Bill Gates da Microsoft


247- Depois de anunciar o fim de um relacionamento de 27 anos com a esposa, Mellinda Gates, no início do mês, o bilionário Bill Gates se envolveu em mais uma polêmica de relacionamento, desta vez um extraconjugal que mantinha há 20 anos com uma funcionária da Microsoft e que lhe rendeu o afastamento da Microsoft. 

Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, o conselho de administração da empresa decidiu que Gates deveria deixar o colegiado em 2020 enquanto investigavam um relacionamento dele com uma engenheira de software.

Uma empresa de advocacia foi contratada para investigar o caso, considerado impróprio pelo conselho. Apesar de ter sido afastado das atividades no domingo (16), Gates já havia solicitado renúncia do conselho em março de 2020, com a justificativa, à época, que pretendia se concentrar nas suas atividades filantrópicas. No entanto, a assessoria de Gates descarta que o afastamento esteja ligado ao caso. 


Leia mais

Leia também