Casagrande anuncia novas regras para funcionamento de supermercados e padarias no ES

A partir da próxima segunda-feira (20), supermercados, atacarejos, padarias, hortifrutis e lojas de conveniência, terão que limitar a entrada de clientes

Em novo pronunciamento no início da noite desta quinta-feira (16), o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande,  anunciou novas medidas de combate ao novo coronavírus. O novo decreto,  que deve ser publicado nesta sexta-feira (17),  regulamenta o funcionamento de estabelecimentos nos municípios capixabas.

De acordo com Casagrande, a partir da próxima segunda-feira (20), hipermercados, supermercados, minimercados, atacarejos, hortifrútis, padarias e lojas de conveniência, terão que limitar a entrada de clientes para evitar a aglomeração de pessoas.

Veja lista de determinações do novo Decreto:

– Limitar a entrada de clientes no estabelecimento para que não haja aglomerações e para que seja possível manter a distância de segurança, perfazendo o total de um cliente por cada 10m² de área de venda; quando houver fila, utilizar faixas ou marcações para limitar a distância mínima de 1,5m entre clientes; e executar a desinfecção dos carrinhos e cestas imediatamente antes e depois do contato com o cliente e de forma frequente quando não estiverem em uso;

– Disponibilização de sistema de venda on-line, via telefone ou whatsapp, com opção de entrega domiciliar de compras ou retirada no local; e de itens necessários para higienização das mãos de colaboradores e clientes, como lavatório com água potável corrente, sabonete líquido, toalhas de papel e lixeira para descarte, além de dispensers com álcool gel 70% em pontos estratégicos;

– Fornecimento de máscara facial a todos os colaboradores, para utilização em tempo integral, e quando o atendimento for realizado em distância inferior a 1,5 metros, sem a existência de barreira de proteção acrílica, além da máscara, deverá ser fornecido protetor Face Shield;

– Estão proibidos o uso de secadores eletrônicos e o oferecimento de produtos e alimentos para degustação. Ficam autorizadas as vendas de kits ou combos de produtos em geral, mediante entrega em domicílio e venda presencial, como medida de estímulo à agilidade nas compras e redução de possível aglomeração de pessoas no interior dos estabelecimentos.

As medidas serão válidas enquanto durar o período de calamidade e o descumprimento das mesmas poderá configurar a prática de infração administrativa, prevista no artigo 10, inciso VII da Lei Federal nº 6.437, de 20 de agosto de 1977, bem como crime previsto no artigo 268 do Código Penal.

Informações: Folha Vitória

Leia mais

Secretaria de Meio Ambiente realiza doação de Mudas nesta sexta-feira (05)

Para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente,...

Prefeitura de Mantenópolis entregará nesta quinta (09) a reforma da quadra poliesportiva de Santa Luzia

A Prefeitura de Mantenópolis estará entregando nesta quinta-feira, 09/07/2020, as 16h30min, a reforma da Quadra poliesportiva João Iporte da Silva, solicitação antiga e que vai beneficiar...

Governo assina Ordem de Serviço para reconstrução de escola municipal em Linhares nesta segunda (29)

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação (Sedu), assina, nesta segunda-feira (29), a...

Leia também

Mais de 460 casos de covid-19 são constatados em casas de repouso para idosos, aponta MPES

O Ministério Público do Espírito Santo constatou que...

Último dia para quem quer participar do Sisu do meio do ano se inscrever no sistema

Estudantes que participaram da edição de 2019 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem se inscrever, até esta sexta-feira, 10, para o Sistema de Seleção...

Menino de quatro anos morre afogado em córrego no Noroeste do Espírito Santo

O pai da criança, Adriano Gomes, estava trabalhando na lavoura de café e conta que o menino ficou sozinho enquanto a mãe saiu para...

Justiça do Espírito Santo determina que vídeo antigo de Casagrande em festa junina seja retirado do ar

Imagens foram registradas em 2017, mas publicadas como se fossem atuais. Para o juiz, a publicação apresenta 'a clara intenção de macular a honra'...