Carga que seguia para o Norte do ES com mais de 1 milhão de maços de cigarros contrabandeados é apreendida

 

PRF apreendeu carregamento de cigarro contrabandeado no ES — Foto: Divulgação/PRF
PRF apreendeu carregamento de cigarro contrabandeado no ES — Foto: Divulgação/PRF

 

Uma carga com mais de um milhão de maços de cigarros contrabandeados foi apreendida em Cariacica, na Grande Vitória, nesta quarta-feira (10). A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu a carga em um galpão próximo ao Terminal de Itacibá. A reportagem é de Any Cometti e Jorge Félix, G1 ES e TV Gazeta.

Segundo o agente Leonardo Onofre, uma equipe da PRF foi abordada durante um patrulhamento na BR-262 e uma pessoa disse que o caminhão estava parado desde a manhã desta quarta e que poderia ser objeto de roubo.

Caminhão em que carregamento de cigarros contrabandeados foi encontrado — Foto: Jorge Félix/TV Gazeta

Caminhão em que carregamento de cigarros contrabandeados foi encontrado — Foto: Jorge Félix/TV Gazeta

“Um indivíduo disse que tinha um caminhão em atitude suspeita próximo ao estacionamento de um supermercado no Trevo de Alto Lage. Estava parado lá desde de manhã cedo e possivelmente poderia ser objeto de roubo e furto. Quando chegamos, o galpão estava sendo aberto e uma van branca estava saindo. Quando avistaram a polícia, os indivíduos fugiram para o fundo do galpão”, explicou.

De acordo com a PRF, a carga foi avaliada inicialmente em R$ 3.125.000,00 e teria vindo do Paraguai.

“Quando questionamos o movimento da fuga, informaram que estariam com cigarro do Paraguai e teriam contrabandeado do país vizinho”, informou o agente.

Van era usada para distribuir carga de contrabando na Grande Vitória e Norte do ES — Foto: Jorge Félix/TV Gazeta

Van era usada para distribuir carga de contrabando na Grande Vitória e Norte do ES — Foto: Jorge Félix/TV Gazeta

A van branca, que foi flagrada deixando o galpão, era usada para distribuir o carregamento na Grande Vitória e no Norte do Estado, segundo o policial. “Eles vinham com um caminhão maior, com mais caixas de cigarro, tinham esse deposito como ponto de apoio e essa van fazia a distribuição, por ser um veículo menor e a capilaridade melhor, fazia a distribuição na Grande Vitória e no Norte do Estado”.

 

Leia mais

Leia também