Cantor veneciano atende pedidos de músicas através de lives diárias

Em meio a um período de pandemia, onde as pessoas estão tendo que cumprir quarentena e manter isolamento e distanciamento social, a música tem sido um dos principais remédios para tirar o tédio de todos.

E é com esse objetivo que o cantor veneciano, Fagner Coelho, de 37 anos, famoso por seus sons em barzinhos e serestas, tem realizado lives diárias em seu Facebook atendendo aos pedidos dos fãs.

Segundo Fagner, tudo começou quando, há algum tempo, ele postou um vídeo tocando gaita com a legenda “tirando o ferrugem”. “As pessoas gostaram e desde então começaram a me pedir músicas e para marcarem elas nas publicações”.

De acordo com ele, cerca de 20 a 30 músicas já foram publicadas em seu perfil, do MPB ao rock, passando pelo baião, entre outros ritmos, sempre voz e violão. E muitas outras estão por vir. “Tenho mais de 30 músicas para gravar ainda. Pretendo me organizar para poder publicar ao menos duas por dia”.

Casado e pai de uma filha de 10 anos, Fagner disse que sempre grava as músicas em casa com o objetivo de levar alegria às pessoas. “Foi uma forma diferente que encontrei de interagir com o público. Nesse período, as pessoas se sentem muito solitárias e a música leva um pouco de alegria a elas, tira o estresse, e da forma que estou fazendo, dá a oportunidade de atender pedidos, como se fosse em uma seresta de verdade”.

Um dos momentos mais marcantes para Fagner nesse período aconteceu na última quinta-feira (28). “Uma mulher me pediu uma música, eu gravei e publique. Logo depois, ela me ligou emocionada, chorando, dizendo que queria muito ouvi-la e que isso a fez lembrar-se do esposo que faleceu recentemente. Isso marca muito a gente”, disse.

Todos esses pedidos e interação com o público se resumem em uma palavra para Fagner: gratidão. “Não tem valor. É uma felicidade só”.

E essa gratidão aumentou ainda mais após ele realizar uma live em parceria com a banda Sala de Reboco e arrecadar quase uma tonelada de alimentos que foram doadas para famílias carentes.

Para finalizar, Fágner disse que está sempre à disposição para atender aos pedidos. Basta acessar seu perfil no Facebook e pedir a música nos comentários do último vídeo ou pelo Messenger.

» Em parceria com a banda Sala de Reboco, Fágner Coelho arrecadou quase uma tonelada de alimentos durante uma live

Leia mais

Governo mantém cronograma de leilões na infraestrutura

Primeiro leilão deve acontecer dia 28 de agosto. – Foto: Marcelo Camargo/Agência...

Live sobre música na primeira infância acontece nesta quarta-feira

Os primeiros anos de vida são o período com a maior “janela de oportunidades” para o desenvolvimento humano integral. O que a criança aprende...

Idaf apoia ações de controle sanitário nas divisas do Espírito Santo

As equipes dos Postos de Fiscalização do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo...

Câmara deve votar hoje socorro de R$ 4 bi ao setor de transporte público

A Câmara dos Deputados deve votar nesta terça-feira (18) um Projeto de Lei que libera R$ 4 bilhões em socorro para o setor de...

Leia também

Governo anuncia simplificação do eSocial e modernização de normas do trabalho

Segundo o Ministério da Economia, o texto atual estava em vigor desde 2005 e dificultava e inviabilizava a adoção de soluções trabalhistas no setor...

“Perdemos um terço da estrutura produtiva. Nossa retomada vai depender do aumento do consumo no Brasil”, diz coordenadora de Inteligência de Mercado da Abicalçados

A crise causada pela pandemia da Covid-19 teve impacto significativo no mercado calçadista brasileiro. O Brasil é o quarto maior produtor mundial de calçados,...

Novo regulamento para o setor de radiodifusão passa a valer a partir de 3 de novembro

O setor de radiodifusão vai passar por uma série de mudanças em sua regulamentação. A principal delas é o novo Regulamento sobre Canalização e...

Mobilização pelo Emprego e Produtividade promete facilitar a vida de empreendedores

Com a pandemia, não foi só a saúde que enfrentou dificuldades. Até final de julho deste ano, mais de 13 milhões de brasileiros ficaram...