Calçadão na Av. Jones dos Santos Neves terá 3,7 metros de largura em trecho de 260 metros

Compartilhe

Secretária municipal de Obras e Urbanismo, Marianne Cortes Cavalcante Faroni

O calçadão entre a esquina da rua Elizeu Divino e a travessa Pedro Coimbra, na avenida Jones dos Santos Neves, um trecho de 260 metros, em Barra de São Francisco terá 3,7 metros de largura, piso antiderrapante e tátil (para deficientes visuais), além de três rampas de acesso para deficientes físicos, cumprindo, com sobras, todas as normas da NBR 9050, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para construção de calçadas.

De acordo com a secretária municipal de Obras e Urbanismo, Marianne Cortes Cavalcante Faroni, a ampliação desse trecho da calçada no lado direito de quem desce a avenida Jones dos Santos Neves é uma determinação do prefeito Enivaldo dos Anjos e serve de projeto-piloto para as calçadas que vem a ser construída no município, além de intervenções em avenidas e ruas mais antigas.

Desde o início do ano passado, o prefeito determinou a ampliação do espaço utilizando blocos de proteção, conhecidos como ‘gelo baiano’ naquele trecho, para dar mais conforto aos pedestres, mas a intenção de Enivaldo dos Anjos sempre foi construir a calçada no local, adaptando-a ao trecho de calçada já existente.

“Queremos e vamos fazer de Barra de São Francisco uma cidade moderna, adaptada aos conceitos básicos de proteção e conforto aos pedestres e, para tanto, estamos iniciando esse projeto. Na verdade, a construção das calçadas é uma obrigação dos proprietários de imóveis urbanos, dentro dos padrões estabelecidos pelo Código de Postura, mas estamos fazendo esse trecho e outros para dar o exemplo, já que a maioria das calçadas do centro e bairros e feita de acordo pelos proprietários de acordo com as suas necessidades, sem respeitar o direito dos pedestres”, observa o prefeito, destacando que a “calçada ideal é aquela que garante o caminhar livre, seguro e confortável para o pedestre.”

De acordo com as normas da ABNT a calçada ideal deve oferecer:

• Acessibilidade: assegurar a completa mobilidade ao pedestre.

• Largura adequada: deve atender as dimensões mínimas na Faixa Livre.

• Fluidez: os pedestres devem conseguir andar em velocidade constante.

• Continuidade e Segurança: o revestimento deve ser firme e antiderrapante, mesmo quando molhado, com inclinação transversal de 3% para o escoamento de água pluviais, sem buracos, pedras faltantes ou outras incidências que possam gerar risco de queda ou tropeço.

• Espaço de socialização: deve oferecer espaços de encontro às pessoas para a interação social.

• Desenho da paisagem: deve propiciar climas agradáveis que contribuam para o conforto visual do usuário.

Leia também

Moradores lamentam situação do esporte em Ecoporanga: “vacas e cavalos pastando dentro do campo”

  A imagem que um morador do distrito de Joassuba registrou dentro do campo de futebol “Jaime Matos” é...

Polícia Civil prende homem suspeito de furtar materiais de uma obra em Jaguaré

As equipes das Delegacias de Polícia de Jaguaré e Vila Valério prenderam em flagrante, na tarde dessa quarta-feira (29),...

‘Vai socorrer minha mãe’: avó relata fala de neto que avisou na rua que mãe foi morta em casa

    Daniele de Jesus Almeida, de 23 anos, foi morta dentro de casa Daniele de Jesus Almeida, de 23 anos,...

Bueiro é construído no Rio do Campo; agora são 80 em um ano e seis meses de gestão

A secretaria de Transportes e Estradas da prefeitura de Barra de São Francisco, com seus servidores construíram mais...

Prefeitura prepara terreno para receber Campo Bom de Bola em Vila Paulista

Máquinas da secretaria de Transportes e Estradas da prefeitura de Barra de São Francisco, está realizando limpeza de...

Fábrica de papel que será construída no Espírito Santo pode gerar 500 vagas de emprego

A construção de uma fábrica de papel do tipo tissue e conversão em Aracruz, na Região Norte do...