Caixa d’água de 50 mil litros é arremessada durante temporal no Norte Espírito Santo

Compartilhe

O temporal e o vendaval causados pela frente fria que atinge todo o Espírito Santo durante a semana casuou prejuízos em cidades do interior. Em Montanha, no Norte do estado, os fortes ventos chegaram a arremessar uma caixa d´água com 50 mil litros a dois quilômetros de distância. As informações são de João Brito e Rose Bredowf, do g1 ES e TV Gazeta

Outros estragos também foram registrados no município. Vídeos feitos por moradores mostram casas sendo destelhadas e plantações destruídas. Até mesmo animais foram mortos por causa da condição climática.

Caixa d'água foi parcialmente destruída e arremassada a dois quilômetros de distância por conta do temporal em Montanha

Caixa d’água foi parcialmente destruída e arremassada a dois quilômetros de distância por conta do temporal em Montanha

Um trabalhador rural estava em uma das residências afetadas pelo temporal da última terça-feira (16). Ele contou que precisou se esconder, indo de um cômodo para outro, para se proteger enquanto parte da estrutura desabava.

Um produtor rural de bananas do município afirmou que perdeu ao todo quatro mil pés de plantação, de uma área com ao todo cinco mil pés, de cachos que já estavam prontos para colheita.

Temporal em Montanha deixou casas destelhadas

Temporal em Montanha deixou casas destelhadas

Além dos danos materiais, a cidade ficou sem internet e sinal de telefone durante parte da semana, o que dificultou a comunicação entre os produtores rurais da região com os serviços de emergência e autoridades.

Animais foram mortos por conta da tempestade em Montanha, no Norte do Espírito Santo

Animais foram mortos por conta da tempestade em Montanha, no Norte do Espírito Santo

De acordo com a secretária de agricultura de Montanha, Fátima Barros, será realizado um levantamento com órgãos estaduais para compilar os prejuízos dos produtores e, a partir disso, decisões serão tomadas para auxiliar os agricultores afetados.

“Precisamos ainda saber qual o prejuízo causado. O Incaper também vai dar o laudo para saber que providências tomar. Sabemos das dificuldades dos produtores, então qualquer prejuízo que venha, afeta muito”, disse a secretária.

A massa de ar de origem polar que avançou sobre o Espírito Santo derrubou as temperaturas em várias regiões do interior do estado e da Grande Vitória.

A madrugada desta quinta-feira (19) foi a mais fria do ano, segundo o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

De acordo com o levantamento divulgado pelo Incaper, os termômetros chegaram a 1,5°C em Aracê, distrito de Domingos Martins, na Região Serrana. Já na Região Metropolitana, cidades como Vitória e Vila Velha também bateram recordes de frio em relação a anos anteriores.

Leia também

Morre homem que foi baleado em Mantenópolis

Morreu nesta sexta-feira (1º) o homem de 47 anos, identificado como Anderson de Oliveira Hueto, conhecido como “Lemão”,...

Campeonato Municipal de Futebol de Campo previsto para começar no dia 31 de julho

  A equipe da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer da...

INDICADORES: Preço do café arábica cai nesta segunda-feira (4)

A saca de 60 quilos do café arábica iniciou a segunda-feira (4) com queda de 0,18% no preço...

Barra de São Francisco e municípios vizinhos recebem equipamentos agrícolas

  O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), entregou 92 equipamentos...

Energia elétrica representa em média 23% do preço final da cesta básica

O custo da energia elétrica representa, em média, 23,1% do preço final da cesta básica no Brasil. A...

Brasil tem 21 casos confirmados de varíola dos macacos; um caso é no Espírito Santo

O Ministério da Saúde informou, nesta quarta-feira (29), que o Brasil tem 21 casos confirmados de varíola dos...