Briga em bar durante jogo entre Flamengo e Atlético-MG termina em morte, no Espírito Santo • SiteBarra

Briga em bar durante jogo entre Flamengo e Atlético-MG termina em morte, no Espírito Santo

 

Anderson Marques Coutinho, de 37 anos, foi assassinado com um tiro no peito durante briga em bar durante jogo entre Flamengo e Atlético-MG, neste sábado (30), em Vila Velha, no ES. — Foto: Carol Monteiro/TV Gazeta

Anderson Marques Coutinho, de 37 anos, foi assassinado com um tiro no peito durante briga em bar durante jogo entre Flamengo e Atlético-MG, neste sábado (30), em Vila Velha, no ES. — Foto: Carol Monteiro/TV Gazeta

Um caminhoneiro foi morto na noite deste sábado (30) no bairro Santa Rita, em Vila Velha. O crime aconteceu próximo à rua da feira livre.

De acordo com os moradores, a vítima, Anderson Marques Coutinho, de 37 anos, estava em um bar na Rua Olavo Bilac, onde um grupo de pessoas acompanhava o jogo entre Flamengo e Atlético-MG.

Anderson teria se envolvido em uma briga com outro homem que, revoltado, buscou uma arma, atirou contra o peito do caminhoneiro e fugiu do local.

A vítima chegou a ser socorrida e levada ao Hospital Evangélico, mas não resistiu.

Anderson morava com a mãe, a aposentada Magali Regina das Neves Matos, de 56 anos, no bairro Alecrim. Ele teria ido a Santa Rita buscar o filho, de um ano e sete meses, para passar o fim de semana com ele. Antes de chegar na casa do filho, ele parou no bar em que o crime aconteceu para assistir a partida com amigos.

“Jamais imaginei que veria meu filho em um caixão. Anderson era muito trabalhador e dava a vida por seu filhinho. Deixou um cachorro que era muito apegado a ele. Não sei o que vou fazer”, declarou a mãe de Anderson, que foi ao Departamento Médico Legal (DML) liberar o corpo do filho.

Segundo a Polícia Militar, que atendeu a ocorrência, no local, ninguém soube informar sobre a motivação do crime.

Em nota, a Polícia Civil informou que o caso seguirá sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vila Velha, e que, até o momento, nenhum suspeito foi detido.