BRB inicia operações com recursos do Fungetur

BRB inicia operações com recursos do Fungetur

O Banco de Brasília possui 122 pontos de atendimento Foto: Ministério do Turismo

A partir de agora, o acesso a linhas de financiamento via Fundo Geral do Turismo (Fungetur) ganha um importante reforço. O Banco de Brasília (BRB) iniciará a operação com esses recursos para empreendedores da cadeia produtiva do turismo local. O Ministério do Turismo repassará já nos próximos dias os primeiros R$ 521 milhões para que a instituição possa ofertar ao setor. A cerimônia de assinatura do credenciamento da instituição ao Fungetur ocorreu nessa terça-feira (15), em Brasília (DF).

“Eu tive a oportunidade, e tenho gratidão ao Presidente Jair Bolsonaro, de defender meu país, que tem o maior potencial turístico do mundo. Nada se compara ao Brasil”, destacou o ministro do Turismo, Gilson Machado. “Nosso país foi exemplo de protocolos de segurança, inclusive de acordo com a WTTC (Conselho Mundial de Viagens e Turismo). Nós partimos na vanguarda da América Latina”, reforçou.

“Eu tive a oportunidade, e tenho gratidão ao Presidente Jair Bolsonaro, de defender meu país, que tem o maior potencial turístico do mundo. Nada se compara ao Brasil”, destacou o ministro do Turismo, Gilson Machado

O ministro destacou também a relevância dos recursos do Fundo para a retomada do setor. “O Fungetur é fundamental para a recuperação econômica do trade. São R$ 5 bilhões, aqui em Brasília R$ 521 milhões. Não tenho dúvidas de que esse dinheiro vai fazer a diferença”, ressaltou. “O credenciamento do Banco de Brasília é uma conquista histórica e permitirá que mais empresários da capital federal do país, desde o Microempreendedor Individual até grandes empresas, tenham acesso ao crédito do Fungetur”, completou.

O Banco de Brasília possui 122 pontos de atendimento localizados no Distrito Federal e em outras cinco capitais do país (Campo Grande, Cuiabá, Goiânia, Rio de Janeiro e São Paulo), além de Unaí e no interior do estado de Goiás.

Fungetur

O Ministério do Turismo disponibilizou, até agora, mais de R$ 3,9 bilhões em crédito emergencial em apoio ao setor, com o objetivo de preservar empregos e empresas diante da crise da Covid-19. Por meio do Fungetur, outros R$ 1 bilhão estão em análise para distribuição entre instituições recém-habilitadas ou em processo de habilitação neste período de alta temporada que se inicia com o verão.

Os recursos podem ser usados tanto para capital de giro – dinheiro necessário para bancar o funcionamento de uma empresa – quanto para aquisição de bens, como máquinas e equipamentos. Podem ser usados, ainda, para obras de construção, modernização e ampliação para a retomada das atividades, além de reformas em geral em empreendimentos paralisados pela crise.

O Fungetur conta, atualmente, com 25 instituições financeiras credenciadas. A ampliação do número de habilitadas a operarem o Fundo é parte de um esforço permanente do Ministério do Turismo para garantir que o dinheiro chegue, de forma facilitada e mais rápida, aos empreendedores do setor de turismo que precisam desses recursos.

Leia mais

Leia também