Brasileiros vão às ruas em solidariedade aos palestinos e contra ataques de Israel


Opera Mundi – Nos últimos dias uma série de atos foram realizados no Brasil e mundo afora em solidariedade ao momento que enfrenta o povo palestino. Mesquitas foram iluminadas, bandeiras foram erguidas, grupos saíram nas ruas para mostrar a empatia para com a Palestina em função dos ataques de Israel. A maioria das manifestações ocorreram no sábado (15/05) e estavam já programados para relembrar os 73 anos da Nakba, que significa “catástrofe” em árabe e designa o êxodo palestino de 1948 em função da guerra com Israel.

Em São Paulo, Manaus e Recife ocorreram carreatas no sábado, enquanto em Brasília, Porto Alegre e Curitiba foram realizados atos e passeatas. O Rio de Janeiro saiu às ruas na quinta-feira (13/05), segundo informações do site Monitor do Oriente. O Centro Cultural Beneficente Islâmico de Foz do Iguaçu (CCBI) projetou na cúpula da Mesquita Omar Ibn Al-Khattab as bandeiras da Palestina e do Brasil.

A carreata realizada em São Paulo foi organizada pela Frente em Defesa do Povo Palestino, o movimento Boicote, Desinvestimento, Sanções (BDS), o espaço cultural Al-Janiah e o Fórum Latino-Palestinos, entre outras organizações, e pediu o fim do massacre em Gaza e na Cisjordânia, relembrando a continuidade dos 73 anos da Nakba palestina. O conflito atual se concentra na Faixa de Gaza, que é comandada pelo grupo Hamas e onde vivem milhares de palestinos.

Dezenas de carros participaram do ato na capital paulista, chamando a atenção das ruas da região central para a situação palestina, movimentando os locais com buzinas, palavras de ordem e bandeiras. A manifestação durou mais três horas, saindo do Al Janiah, no bairro Bela Vista, em direção ao estádio do Pacaembu. Em frente ao estádio do Pacaembu, as pessoas desceram dos carros e se concentraram. Os muçulmanos fizeram orações e discursaram.

América Latina pelo povo palestino

Argentina, Chile e México também manifestaram sua solidariedade ao povo palestino nas ruas. No Chile, país que tem a principal comunidade palestina fora do Oriente Médio, uma manifestação pacífica foi reprimida pelas forças armadas do Chile. A população se reuniu com bandeiras palestinas na emblemática Praça da Dignidade, em Santiago.

Na Argentina, o ato ocorreu em Buenos Aires na sexta-feira (14/05) em frente ao Ministério das Relações Exteriores, onde uma delegação do Comitê Argentino de Solidariedade com o Povo Palestino foi recebida pelo funcionário encarregado da África e do Oriente Médio, de acordo com o jornal Resumen Latinoamericano.

Em seguida, houve intervenções artísticas e vários discursos em que as pessoas denunciaram as ações de Israel e exigiram um posicionamento do governo argentino. Outra manifestação estava programada para esta segunda-feira (17/05), em frente à embaixada de Israel em Buenos Aires.

No México, a população mostrou solidariedade pela Palestina no Monumento a la Revolución, na Praça da República, Cidade do México. Dezenas de pessoas se concentraram no local com faixas de apoio aos palestinos e discursos marcando posições quanto ao momento atual e também lembrando a Nakba.


Leia mais

Leia também