Brasil reduz número de crianças no trabalho infantil

Brasil reduziu o número de crianças no trabalho infantil, de acordo com as estatísticas experimentais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo os dados, em 2019, havia 38,3 milhões de pessoas entre 5 a 17 anos de idade. Deste total, 1,8 milhão estava em situação de trabalho infantil. Isso significa que houve uma redução de 16,8% no contingente de crianças e adolescentes em trabalho infantil frente a 2016, quando tínhamos 2,1 milhões de menores trabalhando.

Especial: Secretários municipais são linha de frente das prefeituras nas políticas sociais

“Municípios precisam se organizar para vacinação contra Covid-19”, diz médica infectologista

Proporcionalmente, o Brasil tinha 5,3% de suas crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil em 2016 e, percentualmente, esse número caiu para 4,6% em 2019. Quando analisamos dados mais específicos, vemos que entre as crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil, mais de 66% eram homens, pretos ou pardos, proporção superior a dos pretos ou pardos no grupo etário dos 5 a 17 anos de idade, que estava em 60%. Na população de 5 a 17 anos de idade, 96,6% estavam na escola, mas entre as crianças e adolescentes em trabalho infantil, essa estimativa diminui para 86,1%.

 

Foto: Mumtahina Tanni (Pexels)

Leia mais

Leia também