Brasil fica de fora de iniciativa internacional contra pandemia


O Brasil está fora de uma iniciativa internacional de acordo geral entre governos para lidar com futuras pandemias, em cooperação com organismos internacionais. Lançada nesta terça-feira, a nova iniciativa conta com Alemanha, França, Itália e Reino Unido, além da União Europeia. O projeto também conta com representantes como o presidente do Chile, Sebastian Piñera, o governo da Costa Rica, além da Coreia do Sul, Indonésia e África do Sul.

Segundo o jornalista Jamil Chade, o Itamaraty sequer tem hoje uma representante definitiva junto aos organismos internacionais, diante do caos político vivido pelo país.

“Ao longo dos últimos meses, o Itamaraty hesitou em participar das iniciativas globais para lidar com a crise. Também se ausentou de reuniões ministeriais e fez questão de atacar qualquer projeto que desse maiores poderes para a OMS. O governo apenas aderiu ao mecanismos de vacinas depois de forte pressão, inclusive do Senado. Mas optou por comprar o menor número de doses possível”, destaca o jornalista.

O objetivo da iniciativa, que conta com o apoio da OMS – Organização Mundial de Saúde, é alcançar um novo tratado internacional de preparação e resposta a pandemias, informa Jamil Chade.

Sede da OMS

Sede da OMS (Foto: Reuters)

Leia mais

Leia também