Brasil apresenta baixa testagem de Covid-19, desde o início da pandemia

Os números da Covid-19 não param de aumentar. No último levantamento feito pelo Ministério da Saúde, com dados das Secretarias Estaduais, em 24 de março, 89.992 pessoas se infectaram com o coronavírus, em 24 horas, e 2.009 morreram por Covid-19. O número total de infecções atingiu 12.220.011 casos e o total de óbitos alcançou a marca de 300.685 pessoas.

Mas esses dados podem ser subnotificados, com a baixa testagem. Segundo os dados mais atualizados do Ministério da Saúde, do último dia 17 de março, o país realizou 23.561.497 testes de Covid-19, desde o início da pandemia. 

“Esse cenário que nós vemos hoje é subnotificado pela falta de teste. Existe todo um batalhão de pessoas assintomáticas e com sintomas leves, que estão transmitindo a doença no Brasil e que nós não sabemos”, afirma o professor da Universidade de São Paulo e membro do portal Covid-19 Brasil, Domingos Alves.

Arte - Brasil 61

Testes Vencidos

No começo do mês, cerca de 20 milhões de testes de Covid-19 vencidos ou próximos da validade precisaram passar por uma reavaliação para serem liberados para o mercado. A medida só foi possível graças a uma resolução da Anvisa de dezembro de 2020, que permitiu que os fabricantes ou importadores pedissem um novo parecer sobre os produtos.

A epidemiologista, Maria Rita Donalisio, comenta sobre o mau uso desses insumos.

“Nós já temos poucos testes. Mas quando temos, a gente não conseguir usar e deixar perder a validade, é impensável. Isso é um problema de logística, de gestão. Porque, no meio de uma emergência de saúde pública, a organização, planejamento e gestão dos recursos tem que ser minimamente razoável; tem que ser bem feita”, avalia.

Confira os dados do Ministério da Saúde sobre aplicação dos testes de Covid-19 por região, estados, custos e tipos de exame, no link.

Teste Covid - Foto: Agência Brasília

Leia mais

Leia também