Brasil apresenta ações sociais de combate à pandemia em reunião da OCDE

Brasil apresenta ações sociais de combate à pandemia em reunião da OCDE

Secretária destacou a importância da concessão do auxílio emergencial às famílias vulneráveis. Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil

As ações do Governo Federal para mitigar os impactos da pandemia do novo coronavírus foram compartilhadas na Cúpula Ministerial Virtual de Inclusão Social – evento promovido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). O Ministério da Mulher, da Família e dos Diretos Humanos (MMFDH) foi representando pela secretária nacional de políticas para as mulheres, Cristiane Britto.

“O governo brasileiro está profundamente preocupado com as perdas de vidas e de meios de subsistência, bem como com as perturbações das sociedades e economias causadas pela pandemia de Covid-19, em nosso País, na região e em todo o mundo”, afirmou a secretária.

Durante participação no painel “Retomada do emprego e do crescimento com melhores oportunidades para grupos vulneráveis — mulheres, migrantes, grupos indígenas e jovens”, a secretária também destacou a importância da concessão do auxílio emergencial no valor de R$ 600,00 às famílias vulneráveis. No discurso, a secretária lembrou que o benefício garantiu renda mínima por cinco meses a 60 milhões de brasileiros de menor poder aquisitivo. “Mães chefes de família recebem em dobro. É a maior ação de transferência de renda da história de nosso País”, disse.

Em relação à adoção e ao fomento de políticas para as mulheres, um dos grupos vulneráveis da pandemia, Britto destacou que o MMFDH está desenvolvendo e implementando ações para que as consequências da Covid-19 tenham um impacto menor no pós-pandemia. De acordo com a secretária, uma pesquisa oficial estatal mostrou que 7 milhões de mulheres abandonaram o mercado de trabalho na última quinzena de março de 2020 – período que marcou o início da quarentena no Brasil.

A secretária destacou ainda a viabilização da capacitação para 11 mil mulheres, iniciativa que começou antes da pandemia. “O Ministério viabilizou a oferta em cursos nas áreas de panificação, costura, empreendedorismo, construção civil, produção agrícola, beneficiamento de alimentos, confeitaria, estética, culinária, mecânica, elétrica, educação financeira”, afirmou.

Além das ações para as mulheres, o MMFDH tem adotado e fomentado políticas voltadas para famílias, jovens, crianças e adolescentes, pessoas idosas, pessoas com deficiência, pessoas negras, minorias étnicas e sociais, pessoas LGBT e refugiados.

Na área de juventude, por exemplo, foi criado o projeto Delivery Solidário, que consiste em campanha para atender famílias em situação de vulnerabilidade econômica e social. A ação permite que o cliente de serviços de delivery possa fazer doação de alimentos não perecíveis e materiais de higiene ao fazer compras e pedidos. “O Brasil tem realizado diversas ações de conscientização e inclusão social de jovens”, afirmou a secretária.

Para diminuir os impactos econômicos e sociais de médio e longo prazo, resultantes da pandemia no processo de integração de imigrantes e refugiados no Brasil, o MMFDH vem trabalhando em conjunto com a Organização Internacional para as Migrações da ONU na construção de projetos de promoção do empreendedorismo dirigidos a imigrantes e refugiados atendidos pela Operação Acolhida.

 

Leia mais

Duas motocicletas com restrição de furto/roubo são recuperadas pela polícia em Nova Venécia

Na tarde de terça-feira (11/08/2020), policiais militares do 2º Batalhão recuperaram duas motocicletas com restrição de furto/roubo, no município de Nova Venécia. Durante uma Operação...

Curso de Ensino Híbrido para educadores da Bahia tem inscrições abertas. Saiba mais

A Secretaria da Educação da Bahia promoveu, pelo Youtube, a apresentação do Módulo de Atualização Ensino Híbrido na Prática, cujas inscrições estão abertas até...

Espírito Santo chega a 1.297 mortes e 34.238 casos confirmados de Coronavírus

O Espírito Santo registrou, até este sábado (20), 1.297 mortes por Covid-19. O número de casos confirmados chegou a 34.238. Os dados foram divulgados...

Casagrande mais bem cotado que Bolsonaro em Vitória

Mantendo uma tradição, o eleitor de Vitória demonstra...

Leia também

Morre em Barra de São Francisco Antônio Carlos “Castor”

Faleceu em Barra de São Francisco nesta segunda-feira, 19 de outubro de 2020, Antônio Carlos Castor. Cruzeirense de coração, Castor, como era conhecido entre os francisquenses, veio...

Cantora faz show e reúne multidão em meio à pandemia de covid-19

Milhares de fãs se reuniram para o show...

Corpo de um homem é encontrado no interior de Ecoporanga

Na manhã desta segunda-feira, 19 de outubro, um corpo de um homem foi encontrado por um morador no distrito de Joassuba, interior de Ecoporanga,...