Boris Johnson diz que sucesso da vacinação no Reino Unido é fruto da “ganância”


Boris Johnson, primeiro-ministro britânico conhecido por suas gafes, disse que o sucesso do programa de vacinação do Reino Unido é produto da “ganância”.

Foi “por causa do capitalismo, por causa da ganância, meus amigos”, disse o primeiro-ministro, segundo fontes ouvidas por Luke McGee e James Frater, da CNN.

Um porta-voz do Partido Trabalhista rebateu: “A ideia de que atos de egoísmo nos ajudaram a superar esta crise parece muito estranha: é difícil descobrir de onde vêm essas ideias do primeiro-ministro”.

A declaração vem em péssima hora. A percepção sobre o país na União Europeia vem piorando desde antes do Brexit e agora o bloco deve impor restrições na compra de doses. Um dos motivos é o fato de que, segundo a Comissão Europeia, as empresas não estão honrando os termos contratuais de fornecimento para o bloco.

O Reino Unido não participa da estratégia de vacinação da União Europeia (UE) e tem vacinado seus cidadãos em ritmo acelerado. Metade de todos os adultos britânicos já foram vacinados com ao menos uma dose, segundo dados do Serviço Nacional de Saúde do país do último dia 20. Apoiadores do Brexit veem isso como exemplo do sucesso que pode ser obtido fora da UE.

No início deste mês, o presidente da Comissão Europeia, Charles Michel, denunciou o governo britânico por ter imposto uma “proibição total” à exportação de imunizantes.

O governo britânico rebateu as acusações: “O governo do Reino Unido não bloqueia a exportação de uma única vacina contra Covid-19. Quaisquer referências a uma proibição de exportações ou quaisquer restrições a vacinas do Reino Unido são completamente falsas”, disse um porta-voz oficial, conforme reportado na Reuters.

O primeiro ministro Boris Johnson (Foto: Pippa Fowles / No 10 Downing Street)

O primeiro ministro Boris Johnson (Foto: Pippa Fowles / No 10 Downing Street) (Foto: Pippa Fowles / No 10 Downing Street)