BNDES e Ministério dos Direitos Humanos desenvolvem plano de modernização das prefeituras do Marajó

Uma ação do governo federal quer resolver os problemas financeiros das 16 prefeituras da Ilha de Marajó, no Pará. A iniciativa “Abrace o Marajó” reuniu a ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), o presidente do BNDES, Gustavo Montezano e 14 dos 16 prefeitos do arquipélago.

Até dezembro será desenvolvido um diagnóstico detalhado da situação das prefeituras. Em seguida será traçado o plano de como será feito o apoio aos municípios. 

PARÁ: Além de Belém, Marabá e Bragança contam com Bancos de Leite Humano

Pará: Hospitais remarcam consultas e procedimentos cancelados durante pandemia

BR-153: Ponte que liga Pará a Tocantins pode se tornar realidade até 2022

Um dos problemas já detectados é que os municípios não estão em dia com o Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (Cauc). Isso impede que as prefeituras participem de operações de crédito para financiamento e investimentos. 

Também serão desenvolvidas ações de modernização de espaços e capacitação de pessoas. A ideia é atrair negócios para a região e promover a autonomia dos municípios. 

Foto: Willian Meira/Arquivo MMFDH

Leia mais

Leia também