Samu de mais 7 municípios do Espírito Santo passam a funcionar

Teve início nessa segunda-feira (15) o funcionamento do SAMU 192 em mais sete municípios da região Central de Saúde do Espírito Santo, comtemplados pelo CIM Polinorte. São eles: Aracruz, Ibiraçu, João Neiva, Linhares, Rio Bananal, Sooretama e São Roque do Canaã. As bases estão localizadas em cada cidade.

A expansão faz parte do programa “SAMU para Todos” (em conformidade com o Decreto Nº 4548-R, de dezembro de 2019), que visa a ampliar o acesso do serviço à toda população do Estado. O repasse mensal para a realização do projeto do CIM Polinorte é de, aproximadamente, R$ 8 milhões, sendo 60% cofinanciado pelo Estado e 40% pelos municípios. Já a Central de Regulação das Urgências e Emergências será totalmente gerida pelo Governo do Estado

De acordo com o subsecretario de Estado de Regulação, Controle e Avaliação em Saúde, Gleikson Barbosa dos Santos, a implantação desse serviço em todo solo capixaba é essencial à assistência da sociedade e pode salvar diversas vidas. “O SAMU 192 realiza atendimentos precoces em casos de urgência e emergência. Estamos trabalhando para que 100% da população seja assistida corretamente com um serviço de socorro que funciona 24 horas por dia”, disse

A superintendente da região, Maricélis Caetano Engelhardt, destacou que todos aguardavam ansiosamente para a atuação dos serviços. “A chegada do SAMU já era muito esperada por todos e a expectativa é que os atendimentos sejam realizados com rapidez. O cidadão está muito feliz com essa iniciativa e em poder contar com o serviço de altíssima qualidade”, ressaltou.

Samu para Todos

A Política Estadual para a Rede de Urgência e Emergência — componente do Serviço Móvel de Urgência, denominado Samu para todos, foi instituída por meio do Decreto nº 4.548-R, de 16 de dezembro de 2019. A iniciativa do programa tem o objetivo de ampliar o acesso da população ao Samu 192. Para isso, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, cofinanciará a implantação do serviço em 60%, depois de deduzir o custo com o repasse federal, para os municípios que aderirem à proposta, utilizando a base de cálculo tripartite sobre o teto do valor de referência, per capita mês.

A contrapartida dos municípios será de 40%, além de disponibilizar a infraestrutura padronizada das bases descentralizadas, que deverão estar estrategicamente localizadas, de forma a contemplar os atendimentos da região. O repasse estadual será concedido em caráter regular e automático, fundo a fundo, desde que seja mantido o serviço nas condições exigidas pelo Ministério da Saúde.

Quando acionar o atendimento móvel de urgência

Saber como e quando acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) contribui para que ele possa cumprir sua função principal, que é prestar socorro à população em casos de risco à vida. Ao acionar o serviço, é preciso que a pessoa esteja ao lado do paciente para que seja garantido um atendimento ágil e adequado à situação. Em alguns casos, o acompanhante mesmo pode iniciar o atendimento com orientação do médico regulador até que o socorro chegue ao local.

O Samu 192 realiza atendimento pré-hospitalar com prioridade para casos de risco à vida, por isso as pessoas não devem passar trotes nem ocupar as linhas telefônicas para solicitar atendimentos que não tenham esse foco.

Acione o serviço em casos de:

– Parada cardiorrespiratória;

– Dor forte no peito (infarto);

– Dificuldade de respirar/engasgo;

– Suspeita de acidente vascular cerebral (derrame);

– Intoxicação (envenenamento);

– Queimadura grave;

– Choque elétrico;

– Acidente de trânsito com vítima;

– Queda grave e fratura;

– Afogamento;

– Surto psiquiátrico;

– Ferimento causado por arma de fogo ou arma branca;

– Trabalho de parto com risco de morte para a mãe ou para o bebê.

 

Leia mais

Leia também