Biblioteca Pública Municipal Dr. Eduardo Durão Cunha: Há 54 anos na história de Nova Venécia

Em 2021, a Biblioteca Pública Municipal Dr. Eduardo Durão Cunha comemora 54 anos de existência, com um grande acervo bibliográfico de literatura.

Obra da gestão no período 1973-1976, o prédio que serve de sede para Biblioteca Pública Municipal conta com setores e depósitos para preservação de acervos bibliográficos, também produzidos em Nova Venécia e regiões vizinhas.

A biblioteca foi criada por meio da Lei Municipal Nº 483, de 05 de maio de 1967, na primeira gestão entre 1967-1970. Funcionou, primeiramente, em uma antiga casa à Rua Eurico Salles, próxima à Delegacia de Polícia Civil, no Centro de Nova Venécia.

O Dr. Eduardo Durão Cunha, que emprestou seu nome à instituição foi Promotor Público em Nova Venécia na década de 1960. Era bisneto do Barão de Aymorés, filho do veneciano Eugênio Neves Cunha. Em 1997, foi homenageado na própria biblioteca que leva seu nome, onde fez breve palestra.

A Biblioteca ganhou sua sede definitiva na Avenida Mateus Toscano, onde se encontra até hoje, em meio a importantes instituições de ensino, como as escolas Dr. Adalton Santos, Professora Claudina Barbosa, Dom Daniel Comboni e APAE. Hoje, está em fase de finalização de sua reforma de toda estruturação para voltar atender os leitores venecianos. Além de arquivo físico, o leitor pode acessar seu acervo de forma digital através do projeto Biblioteca Digital, em parceria com a instituição Toca Livros.

Diferentemente de uma biblioteca escolar, uma Biblioteca Pública Municipal tem como missão a difusão da leitura e acesso a informação e a preservação de acervo bibliográfico (jornais, revistas e outros), publicados em Nova Venécia e região vizinha.

“Nessa trajetória, certamente muitos moradores trazem consigo as lembranças de tempos áureos em que aqui se apropriaram do saber de forma prazerosa e com o habitual cultivo de amizades que em suas dependências muitas vezes foram construídas fortalecendo entre os venezianos, laços afetivos de grande apreço por este local”, disse a auxiliar de biblioteca e técnica em biblioteconomia, Chrystiane Gomes.

Biblioteca Digital

Atualmente, a mesma está passando por um processo final de reforma, onde está sendo feito a organização do acervo. Mas a mesma está com uma novidade, que é o acervo digital, uma parceria com a Tocalivros e Recode. Para se inscrever, basta acessar o seguinte link:
https://biblioteca-doutor-eduardo-durao-Cunha.tocalivros.com/.

Faça a sua inscrição e aguarde a liberação do acesso. Além da biblioteca digital, são oferecidos cursos digitais em parceria com a ONG Recode, como: ferramentas digitais para o trabalho, tecnologia para o futuro, programação, gestão e empregabilidade, entre outros, todos com direito a certificado.

Para se inscrever, basta acessar o link https://login-ead.recode.org.BR. Maiores informações pelo e-mail: [email protected].

A chefe do Setor de Biblioteca, Izabel Pansini, falou sobre a interação do meio físico e digital para o leitor. “As bibliotecas digitais vieram para acrescentar junto com as bibliotecas físicas, pois a tecnologia nos permitiu essa evolução, esse elemento facilitador entre bibliotecários e usuários. O município ganha, a educação ganha e a cultura também, pois continuaremos ofertando conteúdos relevantes a nossa comunidade”, disse.

Trechos da história da Biblioteca Dr. Eduardo Durão Cunha retirados do site: http://projetopipnuk.blogspot.com/2009/07/biblioteca-publica-municipal-dr-eduardo.html e do acervo público da Secretaria de Cultura e Turismo.

-->