Barra de São Francisco tem 6 casos suspeitos de Coronavírus; veja cidades da região

Conforme o último boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), em Barra de São Francisco já são 6 casos suspeitos de coronavírus. Por enquanto, nenhum caso foi confirmado.

Veja tabela abaixo

Segundo o Diretor do Hospital de Barra de São Francisco, Gustavo Lacerda, na unidade não há nenhum paciente internado com suspeita, mas o hospital aguarda um resultado de exame de um paciente que foi atendido e retornou para sua residência.

Quanto ao número total de casos, quem faz a coleta de informações e repassa para o Estado é a prefeitura municipal, através da Secretaria Municipal de Saúde.

Portanto, mesmo que não tenha paciente internado no hospital com suspeita, o total de suspeitos na cidade é de 6, conforme dados oficiais do governo do Estado juntamente com a prefeitura.

A Sesa lembra que os dados pessoais dos pacientes são invioláveis de acordo com a Constituição Federal, estando protegidos por sigilo pela Lei 13.709/2018 (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais), sendo vedado inclusive a divulgação de bairros em que se localiza a residência dos casos suspeitos ou confirmados. A violação destes direitos está sujeita a responsabilização administrativa, cível e criminal.

Veja abaixo a atualização do Espírito Santo até este domingo, 22/03/2020

Nesta segunda-feira, 23/03, o direto do Hospital, Gustavo Lacerda, disse que entrou em contato com a Sesa e foi informado que houve um erro no repasse de informações e que os casos suspeitos em Barra de São Francisco são 3, e não 6 como informado pela Secretaria.

No fim da tarde desta segunda-feira, Gustavo Lacerda anunciou que o resultado do exame que o hospital aguardava deu negativo. Veja aqui

METROPOLITANA
Município de residência Caso confirmado Caso descartado Caso suspeito Total
Afonso Cláudio 0 0 1 1
Cariacica 1 21 75 97
Domingos Martins 0 1 4 5
Fundão 0 0 1 1
Guarapari 0 4 9 13
Itarana 0 1 0 1
Laranja da Terra 0 1 0 1
Marechal Floriano 0 0 3 3
Santa Maria De Jetibá 0 2 4 6
Santa Teresa 0 1 3 4
Serra 0 27 127 154
Venda Nova do Imigrante 0 1 2 3
Viana 0 3 12 15
Vila Velha 11 73 220 304
Vitoria 11 63 114 188
Total 23 198 575 796
NORTE
Município de residência Caso confirmado Caso descartado Caso suspeito Total
Água Doce do Norte 0 1 0 1
Barra de São Francisco 0 1 6 7
Boa Esperança 0 0 1 1
Ecoporanga 0 0 1 1
Montanha 0 0 1 1
Nova Venécia 0 2 4 6
Pinheiros 0 0 6 6
São Mateus 0 3 3 6
Total 0 7 22 29
SUL
Município de residência Caso confirmado Caso descartado Caso suspeito Total
Alegre 0 2 0 2
Alfredo Chaves 0 0 1 1
Anchieta 0 0 3 3
Apiacá 0 0 7 7
Atílio Vivacqua 0 0 1 1
Bom Jesus do Norte 0 0 3 3
Cachoeiro de Itapemirim 1 8 14 23
Castelo 0 0 5 5
Dores do Rio Preto 0 0 1 1
Iconha 0 0 3 3
Itapemirim 0 0 2 2
Marataízes 0 2 3 5
Mimoso do Sul 0 0 1 1
Piúma 0 2 6 8
Presidente Kennedy 0 0 2 2
Vargem Alta 0 0 2 2
Total 1 14 54 69
CENTRAL
Município de residência Caso confirmado Caso descartado Caso suspeito Total
Aracruz 0 4 0 4
Colatina 0 5 11 16
Ibiraçu 0 0 1 1
Joao Neiva 0 0 1 1
Linhares 2 23 27 52
Marilândia 0 0 3 3
Rio Bananal 0 0 1 1
São Domingos do Norte 0 0 1 1
São Gabriel da Palha 0 1 0 1
Total 2 33 45 80
Total Geral 26 252 696 974

 

Como prevenir

Até o momento não há um tratamento específico para a doença, que é transmitida por gotículas de saliva e catarro que se espalham pelo ambiente. Por isso, é fundamental manter alguns cuidados com a higiene pessoal que também valem para afastar o risco de gripe e outras tantas doenças respiratórias.

– Lavar as mãos frequentemente por pelo menos 20 segundos com água e sabão;

– Utilizar antisséptico de mãos à base de álcool para higienização;

– Cobrir com a parte interna do cotovelo a boca e o nariz ao tossir ou espirrar;

– Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

– Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

– Não compartilhar objetos de uso pessoal;

– Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado.

 

Coronavírus: Bolsonaro edita MP que permite suspensão de contrato de trabalho por 4 meses

O presidente Jair Bolsonaro editou uma medida provisória, publicada em edição extra do Diário Oficial da União na noite de domingo (22), que permite que contratos de trabalho e salários sejam suspensos por até quatro meses durante o período de calamidade pública.

A medida é parte do conjunto de ações do governo federal para combater os efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus.

Como se trata de uma medida provisória, o texto passa a valer imediatamente, mas ainda precisa ser aprovado pelo Congresso Nacional no prazo de até 120 dias para não perder a validade. O governo federal defende a proposta como forma de evitar demissões em massa.

Segundo a MP, a suspensão de contratos deve ser feita de modo que, no período, se garanta a participação do trabalhador em curso ou programa de qualificação profissional não presencial oferecido pelo empregador ou alguma entidade.

A medida provisória também estabelece que:

  • empregador não precisará pagar salário no período de suspensão contratual, mas “poderá conceder ao empregado ajuda compensatória mensal” com valor negociado entre as partes
  • o curso de qualificação não presencial deverá ter a mesma duração da suspensão do contrato
  • nos casos em que o programa de qualificação previsto não for oferecido, será exigido o pagamento de salário e encargos sociais, e o empregador ficará sujeito a penalidades previstas na legislação
  • a suspensão dos contratos não dependerá de acordo ou convenção coletiva, mas poderá ser feita em forma de acordo individual ou coletivo
  • suspensão do contrato será registrada em carteira de trabalho física ou eletrônica.
  • acordos individuais entre patrões e empregados estarão acima das leis trabalhistas ao longo do período de validade da MP para “garantir a permanência do vínculo empregatício”, desde que não seja descumprida a Constituição
  • benefícios como plano de saúde deverão ser mantidos

Além da suspensão do contrato de trabalho e do salário, a MP estabelece, como formas de combater os efeitos do novo coronavírus sobre o mercado de trabalho e a economia, a possibilidade de se estabalecer:

  • teletrabalho (trabalho à distância, como home office)
  • regime especial de compensação de horas no futuro em caso de eventual interrupção da jornada de trabalho durante calamidade pública
  • suspensão de férias para trabalhadores da área de saúde e de serviços considerados essenciais
  • antecipação de férias individuais, com aviso ao trabalhador até 48 horas antes
  • concessão de férias coletivas
  • aproveitamento e antecipação de feriados
  • suspensão de exigências administrativas em segurança e saúde no trabalho
  • direcionamento do trabalhador para qualificação
  • adiamento do recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS)

Leia mais

Covid-19 avança em todas as regiões do Brasil

A pandemia da Covid-19 segue sem dar sinal de desaceleração no Brasil. Na última semana epidemiológica, o coronavírus avançou entre todas as cinco regiões...

Justiça nega pedido da Samarco e mantém proibição de pesca na foz do Rio Doce, no Espírito Santo

Decisão considera que não há provas de que o peixe pescado no local seja seguro para a saúde e para o meio ambiente.

Maio teve aumento de 60% no número de enterros na Grande Vitória, diz sindicato

Para o Sindefes, a ocorrência da Covid-19 tem claro impacto nesse aumento. Em Vila Velha, prefeitura contratou vagas em cemitério particular. Por Roger Santana e...

Espírito Santo chega a 3.604 mortes e 135.805 casos confirmados de Covid-19

Reprodução em 3D do modelo do novo coronavírus (Sars-CoV-2) criada pela Visual Science. Dentro do verde mais claro, as bolinhas vermelhas representam o 'centro'...

Leia também

Ministério do Desenvolvimento Regional abre consulta para elaboração Carta Brasileira sobre Cidades Inteligentes

Até 7 de novembro, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) abre uma consulta pública para a elaboração dos objetivos estratégicos e das recomendações que...

LRF proíbe gestor de assumir despesas sem caixa suficiente

Diante da crise causada pela pandemia da Covid-19, o Congresso Nacional se viu obrigado a criar um socorro a estados e municípios para minimizar...

Usuários frequentes do SUS avaliam melhor os serviços de Atenção Primária à Saúde

Quem utiliza o Sistema Único de Saúde (SUS) com maior frequência avalia mais positivamente a qualidade dos serviços prestados na área de Atenção Primária...

Demora para escolher presidente da CMO atrasa votação de R$ 27,2 bilhões em créditos adicionais

A demora na Câmara dos Deputados para escolher o novo presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO) pode causar um certo impacto na economia...