Barra de São Francisco: PSD, maior bancada, vai pleitear a presidência da Câmara

Com a maior bancada no Legislativo Municipal – cinco de 13 vereadores -, o PSD vai pleitear o comando da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Barra de São Francisco a partir de 1º de janeiro, conforme anúncio feito pelo presidente municipal do partido, Elcimar de Souza Alves. De toda a composição da Casa eleita em 15 de novembro, dez vereadores estão nos partidos aliados do futuro prefeito Enivaldo dos Anjos (PSD).

“É justo que o partido tenha o presidente, principalmente diante da situação financeira do município, que vai precisar de muita ajuda externa para fazer as coisas andarem. Nós temos um deputado federal para nos ajudar em Brasília, o Neucimar Fraga, que vai assumir a vaga do Sérgio Vidigal, eleito prefeito da Serra”, disse Elcimar.

O presidente do partido disse que o próprio Neucimar, que é o presidente estadual do PSD, pediu o fortalecimento político do partido e, pelo protagonismo do município na região, considera fundamental que o PSD comande o Legislativo. “Isso é uma grande vantagem para nós, com reflexos também em toda a região Noroeste, especialmente nos municípios onde o PSD fez os prefeitos (Barra de São Francisco, Água Doce do Norte e Ecoporanga)”, observou Elcimar.

Apesar de ver as administrações comandada pelo PSD como prioridade, Elcimar acrescentou que concorda com a opinião do prefeito eleito, Enivaldo dos Anjos, quanto à necessidade de a região trabalhar em bloco e lembrou que o deputado apoiou, diretamente, também as candidaturas de Bolinha (PSB), em Vila Pavão, e de Hermínio Hespanhol (MDB), em Mantenópolis, municípios limítrofes com Barra de São Francisco, formando um bloco de quase 100 mil habitantes, tendo a cidade francisquense como polo econômico e de serviços.

Os três vereadores mais votados em novembro são do PSD: Borrinha Neri (PSD), que teve 1.323 votos (5,65%) e foi o mais votado para a Câmara, Lemão Vitorino com 1.112 votos, Teco Ferreira com 910, Rafael Malaquias com 397 e Emerson Lima com 322 votos. Estes quatro foram reeleitos, enquanto Borrinha é estreante.
Filho do ex-vereador e ex-vice-prefeito entre 1989-1992, quando Enivaldo foi prefeito da cidade, Borrinha Neri disse que está à disposição e aguardando as orientações do partido e do próprio prefeito. “Se tiver de ser eu, estou à disposição, mas vamos discutir isso com o grupo e agregar outros partidos da coligação”, disse o vereador. Juntos, Borrinha, Lemão e Teco, os três mais votados, tiveram quase 3.500 votos.

Leia mais

Leia também