Barra de São Francisco e mais três municípios da região Noroeste terão polo de fruticultura

Compartilhe

Quatro municípios da região noroeste capixaba, na divisa com Minas Gerais, vão ganhar novo impulso agrícola com a implantação do Polo de Fruticultura para a Região Norte do Espírito Santo. O projeto foi discutido em reunião no campus do Ifes, no Valão Fundo, em Barra de São Francisco no início deste mês.

A reunião contou com a participação do diretor geral do Campus de Barra de São Francisco, professor Leonardo Siqueira, de servidores do campus, extensionistas do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), das prefeituras de Barra de São Francisco, Águia Branca, Mantenópolis e Água Doce do Norte, além dos coordenadores do projeto Moises Zucoloto, da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e Dimmy Barbosa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

A coordenação do projeto no Campus Barra de São Francisco é de responsabilidade do Professor Otto Dietrich.

O projeto tem o objetivo de difundir a fruticultura na região norte capixaba e, para isso, serão implantadas Unidades de Referência Tecnológica (URTs), em cada um dos municípios presentes na reunião, que servirão de vitrine para os demais produtores da região.

Sobre os polos

Os polos de fruticultura pretendem criar novas possibilidades de aumento de renda e de geração de empregos em atividades de plantio e colheita, e de comercialização e industrialização dos produtos.

De acordo com os organizadores, na primeira etapa do projeto serão diagnosticadas as aptidões agrícolas da região para a fruticultura.

Algumas culturas já foram identificadas para um cenário de viabilidade, como citros, abacateiro, maracujazeiro, bananeira, uva e outras.

De acordo com o professor do Departamento de Agronomia do Centro de Ciências Agrárias e Engenharias (CCAE) da Ufes e coordenador do projeto, Moisés Zucoloto, após a definição e seleção dos produtores, do tamanho das áreas e as frutíferas para o cultivo, será feita a instalação das plantas nos municípios envolvidos, sendo duas em cada município e uma na área experimental do Ifes, que será a matriz”, observa Zucoloto.

O projeto realizará cursos de capacitação para os agricultores com o objetivo de habilitá-los para o manejo correto dos recursos naturais e para os tratos culturais mais adequados. “Também será criado um núcleo de assistência técnica visando orientar os agricultores quanto aos tratos culturais e formas de comercialização dos produtos.

Leia também

FREPER: Mercado de carbono e reforma tributária são pautas prioritárias

A Frente Parlamentar para o Desenvolvimento Sustentável do Petróleo e Energias Renováveis (Freper) lançou, nessa quarta-feira (25), uma...

Prefeitura iniciará reforma de Unidades de Saúde no interior de Barra de São Francisco

O secretário municipal de Saúde, Elcimar de Souza Alves, visitou várias unidades de saúde do interior do município...

Atlético-MG perde em casa e vê cair invencibilidade na Libertadores

O Atlético-MG perdeu de 2 a 1 para o Tolima, na noite desta quarta-feira (25) no estádio do...

João Doria anuncia que não vai disputar eleições presidenciais

O ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) anunciou hoje (23) que desistiu de sua pré-candidatura às eleições...

Homem morre e três pessoas ficam feridas em grave acidente em Colatina

Um homem morreu e três pessoas ficaram feridas em um grave acidente na noite deste sábado (21), na...

1° Encontro do ‘Terço dos Homens’ reúne quase 400 participantes em Barra de São Francisco; confira as fotos

"Homem que reza, Fortalece sua família". Aconteceu na Paróquia de Barra de São Francisco, o 1º Encontro Paroquial do...

Capixaba tem ilustração compartilhada por Madonna

A rainha do pop, Madonna, 63, compartilhou uma ilustração em que uma foto dela ganhou os traços coloridos...